Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Exportações de vinhos do Alentejo sobem 12% em valor e 10% em volume

23 ago, 2022 - 15:45 • Rosário Silva

Brasil, Estados Unidos da América, Canadá, Polónia e Suíça foram os destinos que mais contribuíram para a tendência de crescimento.

A+ / A-

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) revelou esta terça-feira que, no decorrer do primeiro semestre de 2022, as exportações de vinhos do Alentejo registaram uma subida de 12,4% em valor e de 9,7% em volume face ao período homólogo no ano passado.

Os dados registados correspondem “a 37,1 milhões euros e 10,4 milhões de litros de vinho vendidos para o estrangeiro, face a igual período de 2021”, indica a informação enviada à Renascença pela CVRA.

Brasil, Estados Unidos da América, Canadá, Polónia e Suíça foram os destinos que mais contribuíram para os resultados positivos alcançados.

“Voltámos a registar um crescimento muito positivo que ilustra o esforço e trabalho que os produtores alentejanos têm empregado na divulgação dos nossos vinhos além-fronteiras”, afirma, na mesma nota, o presidente da CVRA, Francisco Mateus.

Entre janeiro e junho, também o preço médio por litro de vinho “subiu 2,5%, para os 3,57 euros, com o vinho de Denominação de Origem Controlada (DOC) a registar um crescimento mais acentuado, de 6,1%, para os 5,35 euros, e o Regional a crescer 4%, para os 3,05 euros.

“É um índice importante que mostra, uma vez mais, que a qualidade dos vinhos alentejanos está a ser valorizada lá fora, com os consumidores a estarem dispostos a pagar um valor mais elevado pelos nossos vinhos”, indica Francisco Mateus.

Qualidade e sustentabilidade alavancam resultados positivos

Para impulsionar estes "bons resulrados", destacam-se os mercados "brasileiro, norte-americano, o canadiano e o polaco", com o mercado da Suíça, o segundo país que mais vinho alentejano importa em valor, a crescer "mais 9% em valor, tendo, no entanto, diminuído o volume em 3%".

O presidente da comissão realça, por outro lado, o investimento que foi feito quer "na qualidade, quer na sustentabilidade da sua produção".

Ainda segundo o responsável, entre abril e junho comçou-se "já a verificar um abrandamento deste crescimento", embora se tenha mantido "acima dos números registados no ano passado em todas as variáveis de volume de vinho vendido, preço por litro e valor".

A Austrália, que, em 2021, se afirmou no TOP 20 dos mercados de exportação de vinhos do Alentejo, “continuou a reforçar a sua posição com um crescimento de 38% em valor e de 57%, em volume”.

Em sentido contrário, reporta a informação, “os mercados asiáticos da China e Macau e mercados da União Europeia, como França e Suécia, registaram quebras na compra de vinhos do Alentejo”.

Em 2021, no mesmo período, o Alentejo exportou 9,5 milhões de litros de vinho, correspondentes a 33 milhões de euros, a um preço médio por litro de 3,49 euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+