Tempo
|
A+ / A-

Incêndios

Serra da Estrela. Proteção Civil “sem previsão” para a extinção do fogo

14 ago, 2022 - 16:52 • Filipa Ribeiro

Foram registados alguns reacendimentos na Guarda no fogo que ficou dominado ao início da manhã. Uma das duas frentes de incêndio na Serra do Marão começou a ceder.

A+ / A-

Os trabalhos de vigilância na Serra da Estrela sobre o perímetro que ardeu na passada semana continuam mas, à Renascença, a Autoridade Nacional de Proteção Civil avança que “não há previsão” de quando o fogo ficará extinto.

“O incêndio não oferece preocupações de maior, uma vez que não têm havido ocorrências associadas à reativação dignas de registo. São situações pontuais, principalmente na consolidação de pontos quentes que se vão verificando. Todavia, a extinção e conclusão ainda vai levar algum tempo, uma vez que há uma área vasta que é necessária manter sob vigilância nos próximos dias”, afirmou o comandante Pedro Araújo.

Atualmente estão no local 843 operacionais, apoiados por 232 meios terrestres e um meio aéreo.

Sobre o incêndio que mais preocupou ontem, na Guarda, a Proteção Civil avança que foram registados alguns reacendimentos no fogo que ficou dominado ao início da manhã, em Mizarela.

No terreno em trabalhos de rescaldo e vigilância estão mais de 360 operacionais e dois meios aéreos.

O incêndio ativo que mais preocupa neste momento é o da Serra do Marão, em Vila Real, onde já começa a ceder ao trabalho dos bombeiros uma das duas frentes do incêndio. À Renascença, o comandante Pedro Araújo avança que o incêndio está ativo numa zona de floresta e por isso “não há perspetiva para que o fogo fique dominado”.

No local estão 164 operacionais, apoiados por 47 meios terrestres, não existindo habitações em risco.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+