Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

​Seca

Racionamento de água vai avançar no turismo do Algarve

22 jul, 2022 - 19:29 • Redação, com Lusa

“A situação de seca hidrológica que vivemos é, talvez, a mais grave deste século", alerta o ministro do Ambiente.

A+ / A-

O racionamento de água vai avançar nos empreendimentos turísticos do Algarve, anunciou esta sexta-feira o ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro.

Esta foi uma das decisões saídas da reunião desta sexta-feira da Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca (CPPMAES).

A redução do consumo de água no turismo do Algarve foi acertada entre o Governo e os empresários.

"Foi feita uma reunião entre a Agência Portuguesa do Ambiente e um conjunto de empreendimentos turísticos do Algarve, onde ficou decidido um racionamento e uma gestão dos limites do consumo de água que podem adotar. Isto quer dizer que há uma limitação da água por parte desse setor", declarou o ministro do Ambiente.

O objetivo é poupar em espaços de “grande consumo”, como os espaços verdes e os campos de golfe.

Duarte Cordeiro revela ainda que foi decidido avançar com um reforço de vários sistemas de abastecimento em Trás-os-Montes: uma obra de ligação ao sistema do Alto Rabagão ao Sistema do Arcossó, o prolongamento do Pinhão ao sistema adutor de Vila Chã, e a reativação da captação de Camba para redução do volume captado na albufeira de Sambade.

“A situação de seca hidrológica que vivemos é, talvez, a mais grave deste século e exige uma poupança de água da parte de todos e hoje acrescentamos um conjunto de medidas às medidas que já tinham sido adotadas”, salientou o ministro do Ambiente.

Duarte Cordeiro disse que das 31 albufeiras para fins múltiplos em situação crítica que estão em vigilância 10 mantiveram o volume armazenado e apenas duas reduziram o armazenamento em mais de 5% desde a ultima reunião, a 21 de junho.

A ministra da Agricultura, Maia do Céu Antunes, disse também que em relação ao mês passado a situação não se alterou nas 44 albufeiras hidroagrícolas: 37 delas asseguram a campanha de rega e sete têm limitações.

Maria do Céu Antunes disse que hoje foi aberto um aviso de 24,5 milhões de euros para que agricultores se possam candidatar para instalarem sistemas de precisão e ter um uso mais eficiente da água.

"Até final do mês disponibilizaremos recursos financeiros na casa dos 30 milhões de euros para melhorar a eficiência hídrica no aproveitamento hidroagrícola do Mira, com a construção de uma nova estação elevatória e com a reabilitação de todo o canal principal, que inclui a colocação de painéis fotovoltaicos para evitar a evapotranspiração e permitir que o sistema seja sustentável", disse também a ministra.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+