Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Greve na Soflusa com pouco impacto na travessia do Tejo

19 jul, 2022 - 10:09 • João Cunha , Olímpia Mairos

À greve parcial dos trabalhadores da Transtejo junta-se esta terça-feira a greve dos trabalhadores da Soflusa.

A+ / A-

Os passageiros da Soflusa tiveram na manhã desta terça-feira uma boa surpresa: apesar da greve iniciada hoje, os terminais esavam abertos e os barcos circulavam entre as duas margens do Tejo.

A reportagem da Renascença constatou que algumas tripulações compareceram ao trabalho e, por exemplo, ao Terreiro do Paço, os barcos têm chegado com bastante regularidade.

Os passageiros embarcam nestas embarcações que ficam 2 a 3% da sua capacidade o que deixa antever que, sobretudo, estamos num mês de férias.

Miguel Ferreira trabalhou toda a madrugada, chegou ao Terreiro do Paço e ficou surpreendido porque havia um barco com destino ao Barreiro. Espera, contudo, que este fator sorte, que lhe permitiu apanhar às 7h50 esse barco para o outro lado, continue ao longo da semana. Ainda que admita que tem dúvidas.

“É um bocadinho de sorte”, diz à Renascença, antevendo que não terá a mesma sorte nos próximos dias uma vez que a greve se estende até sexta-feira.

“Eu penso que não. Se calhar casualmente será hoje, mas depois não. E eu vou ser sincero, isto é uma vergonha. Isto é uma vergonha o que eles estão a fazer, pois não há alternativos, não há nada. É a brincar com as pessoas”, lamenta o passageiro.

Quem conseguiu chegar de barco do Barreiro até ao Terreiro do Paço foi Catarina Araújo, que já estava no comboio no Barreiro, quando percebeu que, afinal, havia barcos.

“Por acaso já estava no comboio quando disseram que ia sair um barco e, pronto, consegui apanhar o barco”, conta.

Ao fim da tarde, Catarina teme não ter a mesma sorte e antecipa dificuldades no regresso a casa.

“Acho que vou ter dificuldade em regressar. Não sei se vou conseguir regressar de barco. Talvez, tenha que apanhar um comboio ou algo assim”, diz.

No painel informativo, às 8h15 e 8h25 havia duas ligações para o Barreiro, que foram, entretanto, suprimidas. A ligação das 8h10 saiu com algum atraso.

Do lado do Barreiro, a Renascença também constatou a existência de barcos a fazer a ligação até Lisboa.

A possibilidade de perturbações ao longo de toda a semana nesta ligação entre o Barreiro e Lisboa, bem como nas ligações asseguradas pela Transtejo não está, no entanto, afastada.

Entre o Montijo, Seixal, Cacilhas, Porto Brandão e Trafaria e a capital também há greves nas horas de ponta ao longo de toda a semana.

De acordo com a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), os trabalhadores exigem o aumento dos salários e medidas que combatam a degradação do serviço público, devido à falta de trabalhadores e ao envelhecimento da frota.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+