Tempo
|
A+ / A-

Várias casas arderam e diversas localidades foram evacuadas em Alvaiázere

12 jul, 2022 - 20:03 • Lusa

Situação no concelho "está muito complicada", devido às reativações do incêndio que iniciou na quinta-feira.

A+ / A-

O presidente da Câmara de Alvaiázere, João Guerreiro, afirmou hoje que várias casas arderam e que diversas localidades tiveram de ser evacuadas devido aos incêndios que estão em curso neste concelho do distrito de Leiria.

"Algumas habitações arderam e diversas localidades foram evacuadas", disse à agência Lusa João Guerreiro, salientando o facto de não haver registo de feridos.

Segundo o autarca, que falava à Lusa pelas 19h25, a situação no concelho "está muito complicada", devido às reativações do incêndio que iniciou na quinta-feira, no concelho de Ourém, distrito de Santarém, que ocorreram "com muita, muita força".

"Como há outros incêndios na região, não nos são disponibilizados mais meios", lamentou o presidente da Câmara de Alvaiázere, referindo existirem no concelho dois fogos, em Pelmá e Almoster.

À população, João Guerreiro assegurou que está a ser feito tudo o que está ao alcance e pediu que "tomem as precauções para não haver mais incêndios e para estarem em segurança".

Este incêndio de Alvaiázere começou na quinta-feira à tarde na União de Freguesias da Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais e alastrou, também, a Ferreira do Zêzere (Santarém).

Na segunda-feira, pelas 08:00, este incêndio foi declarado em resolução e reacendeu hoje.

De acordo com o sítio na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, às 19:50 estavam no terreno 415 operacionais, apoiados 124 viaturas e três meios aéreos.

Portugal continental entrou às 00:00 de segunda-feira em situação de contingência, que deverá terminar às 23:59 de sexta-feira, mas que poderá ser prolongada caso seja necessário.

A declaração da situação de contingência foi decidida devido às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para o agravamento do risco de incêndio, com temperaturas que podem ultrapassar os 45º em algumas partes do país, segundo disse, no sábado, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+