Tempo
|
A+ / A-

Autarca de Portimão pede incentivos para fixar médicos no Algarve

02 jul, 2022 - 14:39 • Anabela Góis com Redação

À Renascença, Isilda Gomes, diz-se "preocupada" e pede "uma diferenciação positiva para quem vem para zonas do país onde é difícil encontrar uma habitação e o custo de vida é mais elevado".

A+ / A-

A presidente da Câmara Municipal de Portimão pede incentivos para se fixarem médicos no Algarve.

O bloco de partos do hospital de Portimão está fechado durante todo o fim de semana, por falta de pediatras, até às 09h00 de segunda-feira.

As grávidas, a partir das 22 semanas, vão ser encaminhadas para Faro.

À Renascença, Isilda Gomes, diz-se "preocupada" e pede "uma diferenciação positiva para quem vem para zonas do país onde é difícil encontrar uma habitação e o custo de vida é mais elevado".

"A Câmara já tem um apartamento para médicos que só trabalham aqui ao fim de semana, mas estamos colocar a hipótese para reservar dois apartamentos para dois pediatras que se queiram fixar aqui", releva.

A autarca de Portimão diz que no Algarve nem sequer há possibilidade de fazer acordos com os hospitais privados.

"Até nisso temos azar. Não é possível, porque se fosse já teríamos feito esses acordos", explica, garantindo, ainda, que há uma ambulância preparada para transportar as grávidas que tenham de ir para Faro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+