Tempo
|
A+ / A-

Calendário escolar vai voltar ao modelo pré-pandemia, avança FNE

25 jun, 2022 - 11:13 • Pedro Mesquita , Fábio Monteiro

O início das aulas está previsto para o dia 16 de setembro, sendo que no Carnaval há três dias de pausa e na Páscoa duas semanas de férias letivas.

A+ / A-

Após dois anos excecionais, devido à pandemia, o calendário escolar – do pré-escolar ao secundário – vai voltar, já no ano letivo 2022/2023, ao modelo anterior à pandemia. Esta notícia é avançada este sábado pelo “Jornal de Notícias” e, entretanto, foi confirmada à Renascença por João Dias da Silva, secretário-geral da Federação Nacional de Educação (FNE).

“O projeto de despacho [do Ministério da Educação] que temos aponta no sentido de que o calendário escolar volte a ter a configuração que tinha antes da pandemia”, diz.

Uma das novidades “para este ano é o facto do ME anunciar, desde já, o calendário para dois anos letivos [2022/2023 e 2023/2024], com a duração do tempo de aulas e a colocação no tempo dos exames e provas de aferição”, adianta o representante da FNE.

O início das aulas está previsto para 16 de setembro, sendo que no Carnaval há três dias de pausa e na Páscoa duas semanas de férias letivas.

Recorde-se: no ano letivo que está agora a terminar, as férias de Natal foram prolongadas pela primeira semana de janeiro. Esta semana adicional de paragem foi compensada pela subtração de uma semana de férias na Páscoa.

Segundo João Dias da Silva, a FNE, de momento, está preocupada e a negociar com o ME de modo “a garantir que a distribuição de todas astarefas seja compatível ou respeite aquilo que são os limites dos tempos de trabalho dos professores”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+