Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Menos mortes, casos e internamentos na última semana

17 jun, 2022 - 19:12 • Ricardo Vieira

A faixa etária com mais vítimas mortais na última semana foram os idosos com mais de 80 anos, com 186 mortes, seguido do grupo entre os 70 e 79 anos, com 56 óbitos.

A+ / A-

Foram registadas menos mortes por Covid-19, casos e internamentos na semana entre os dias 7 e 13 de junho, avança o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Naquele período foram diagnosticados 114.410 casos de infeção pelo novo coronavírus, uma redução a rondar os 43 mil casos em comparação com a semana anterior.

Foi confirmada a morte de 256 pessoas com Covid-19, uma descida de 41 óbitos em relação ao período anterior, indica a DGS.

Portugal tem agora uma taxa de mortalidade de 25 óbitos por um milhão de habitantes, uma queda de 14%.

A faixa etária com mais vítimas mortais na última semana foram os idosos com mais de 80 anos, com 186 mortes, seguido do grupo entre os 70 e 79 anos, com 56 óbitos.

Na semana entre 7 e 13 de junho, estavam internados nos hospitais nacionais, no conjunto de enfermarias e unidades de cuidados intensivos, 1.896 doentes com Covid-19, menos 95 pacientes.

Analisando apenas os cuidados intensivos, havia menos dez internados, num total de 98 doentes mais graves.

A taxa de incidência desceu 28%, para 1.111 casos por 100 mil habitantes. O valor do índice de transmissibilidade (Rt) não foi divulgado pela DGS.

A região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) foi a que registou mais casos na última semana, com mais de 50 novas infeções. Em LVT morreram 79 pessoas com Covid-19.

O Norte registou mais de 30 mil casos e 75 mortes, o Centro 15.773 infeções e 63 óbitos, o Alentejo 4.341 casos e 17 mortes e o Algarve 4.523 infeções e 11 óbitos.

Nas regiões autónomas, a Madeira registou 4.121 casos e oito mortes e os Açores 4.571 infeções e três óbitos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+