Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Bombeiros e Governo chegam a acordo sobre valores de transporte de doentes

17 jun, 2022 - 20:10 • Lusa

Da reunião desta sexta-feira saiu o compromisso da criação de uma comissão de acompanhamento das dívidas aos bombeiros.

A+ / A-

Bombeiros e Governo chegaram a acordo esta sexta-feira sobre novos valores para o transporte de doentes não urgentes, que entram em vigor a 1 de julho, disse à Lusa o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP).

António Nunes referiu que os montantes, não sendo os exigidos pelos bombeiros, "acomodam os aumentos dos preços dos combustíveis e dos recursos humanos". .

Os novos valores entram em vigor em 01 de julho, adiantou o presidente da LBP, que hoje esteve reunido com a tutela da saúde.

"Houve um avanço significativo do Ministério da Saúde no diálogo com a Liga", concluiu António Nunes, apontando que há "uma vontade" da tutela em "reorganizar os tempos de pagamento" do transporte de doentes feito pelos bombeiros para os hospitais.

Da reunião de hoje saiu o compromisso da criação de uma comissão de acompanhamento das dívidas aos bombeiros, para "encontrar a melhor metodologia para encurtar os tempos de pagamentos", e de um grupo de trabalho para a revisão do regulamento do transporte de doentes não urgentes, que contemple "valores mais adequados" ao tipo de serviço prestado.

Na quarta-feira, no parlamento, a LBP tinha avisado que, se não fosse encontrada solução para o aumento dos custos dos combustíveis que os bombeiros têm suportado, haveria corporações que podiam deixar de conseguir fazer transporte de doentes.

Na audição parlamentar, o presidente da LBP afirmou que o pagamento das dívidas aos bombeiros pelo transporte de doentes não urgentes tem "atrasos de sete meses e um ano".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+