Tempo
|
A+ / A-

Medicina interna é a especialidade com mais vagas no concurso para médicos do SNS

16 jun, 2022 - 16:29 • Lusa

As novas vagas para o SNS foram anunciadas por Marta Temido na quarta-feira durante uma conferência de imprensa que serviu para apresentar as medidas do Governo na sequência do encerramento de urgências de ginecologia e obstetrícia de hospitais de vários pontos do país nos últimos dias.

A+ / A-

Medicina interna é a especialidade com mais vagas para a contratação de médicos recém-especialistas para os hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), seguida de anestesiologia, psiquiatria e pediatria, segundo um despacho publicado esta quinta-feira em Diário da República.

Os diplomas que regulam o novo concurso para médicos recém-especialistas do SNS, anunciados na quarta-feira pela ministra da Saúde, Marta Temido, foram hoje publicados em Diário da República, e no total estão abertas 1.639 vagas, das quais 432 para a área de medicina geral e familiar, 25 para a área de saúde pública e 1.182 para a área hospitalar.

Segundo o despacho que identifica os serviços e estabelecimentos de saúde com carência de pessoal médico, vão ser abertas 162 vagas para medicina interna, 86 para anestesiologia, 75 para psiquiatria, 67 para pediatria, 61 ginecologia/obstetrícia, 59 para ortopedia, 40 para cirurgia geral, 39 para medicina física e reabilitação e 38 para oftalmologia.

As novas vagas para o SNS foram anunciadas por Marta Temido na quarta-feira durante uma conferência de imprensa que serviu para apresentar as medidas do Governo na sequência do encerramento de urgências de ginecologia e obstetrícia de hospitais de vários pontos do país nos últimos dias, por dificuldades em assegurar escalas de médicos.

A ministra anunciou também uma comissão para acompanhar a resposta das urgências de ginecologia e obstetrícia e bloco de partos dos hospitais, integrando coordenadores regionais e um nacional.

Os sindicatos representativos dos médicos estão hoje à tarde reunidos no Ministério da Saúde para discutir um projeto de diploma sobre as matérias de remunerações em serviço de urgência.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+