Tempo
|
A+ / A-

Famalicão avança com videovigilância no centro urbano

09 jun, 2022 - 11:50 • Olímpia Mairos

Vão ser instaladas doze câmaras de controlo de movimento em circuito fechado. O objetivo é dar mais segurança aos cidadãos.

A+ / A-

A autarquia de Vila Nova de Famalicão está a instalar no centro urbano da cidade um conjunto de câmaras de vigilância CCTV. Trata-se de um sistema tecnológico de vigilância por vídeo, cuja finalidade é a futura supervisão do espaço público para efeitos de regulação, fiscalização e segurança pública.

Numa primeira fase, vão ser instaladas 12 câmaras apenas de controlo de movimento e em circuito fechado, onde será possível, por exemplo, verificar toda a circulação automóvel e detetar situações irregulares.

Segundo a autarquia, a disposição de câmaras CCTV foi pensada e planeada para cobrir toda a extensão de vias que circundam a Praça D. Maria II, bem como o Campo Mouzinho de Albuquerque e parques de estacionamento existentes.

“A alteração de paradigma que a cidade está a sofrer, que dá primazia aos peões na ocupação do espaço, obriga a um esforço acrescido na área da segurança, da fiscalização ao estacionamento indevido e da própria circulação e segurança rodoviária”, explica o presidente da Câmara Municipal, Mário Passos.

O autarca destaca que se trata de um sistema “complementar e auxiliar da ação da polícia, em concreto da polícia municipal, que terá uma presença mais constante no centro de Famalicão”.

Já o comandante da polícia municipal, António Magalhães fala “num policiamento de proximidade e visibilidade, que alia a tecnologia disponível aos recursos humanos da polícia, tornando a gestão do espaço citadino mais eficiente e otimizada”.

É intenção da autarquia, no futuro próximo, dotar este sistema de mais funcionalidades para que Famalicão “possa evoluir, a exemplo de outras cidades, no controlo e prevenção da criminalidade, fornecendo à PSP uma importante ferramenta para a manutenção da segurança pública, eventualmente alargado a outras áreas mais sensíveis da cidade, como a zona escolar”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+