Tempo
|
A+ / A-

Lisboa e Porto são os melhores municípios para viver, visitar e fazer negócios

08 jun, 2022 - 06:41 • Lusa

Ranking hierarquizou os municípios nas dimensões “viver”, “visitar” (turismo) e “negócios” (atração de investimento).

A+ / A-
Guia turístico e motorista da tuk-tuk na cidade do Porto Foto: José Coelho/Lusa
Guia turístico e motorista da tuk-tuk na cidade do Porto Foto: José Coelho/Lusa
Vista rio na cidade de Lisboa. Foto: Miguel A. Lopes/EPA
Vista rio na cidade de Lisboa. Foto: Miguel A. Lopes/EPA
Centro de Coimbra. Foto: Lusa
Centro de Coimbra. Foto: Lusa
Centro de Cascais. Foto: Facebook da CMC
Centro de Cascais. Foto: Facebook da CMC

Lisboa e Porto são os melhores municípios para viver, visitar e fazer negócios, de acordo com o ranking anual da consultora Bloom Consulting.

Na listagem nacional, em que nem o Algarve nem os Açores têm concelhos no ‘top-10’, são seguidos pelos municípios de Cascais, Braga e Coimbra.

O “Bloom Consulting Portugal City Brand Ranking” relativo a 2021 avalia o desempenho socioeconómico dos 308 municípios quanto à captação de novos investidores, turistas e novos residentes, segundo variáveis como dados estatísticos oficiais, procuras e pesquisas online pelos concelhos e o desempenho destes nos seus 'sites' e redes sociais.

Estes dados quantitativos são convertidos por um algoritmo em três 'rankings' - hierarquizando os municípios nas dimensões “viver”, “visitar” (turismo) e “negócios” (atração de investimento) -, que, após ponderação, resultam num ranking geral.

Já na lista que inclui os melhores municípios para realizar negócios, a Lisboa e ao Porto seguem-se Cascais, Braga e Coimbra.

No âmbito do critério dos melhores municípios para visitar, Albufeira subiu ao terceiro lugar, atrás de Lisboa e Porto, seguida por Portimão (4.º) e Sintra (5.º), que entraram no grupo dos cinco municípios com melhores resultados neste indicador turístico, tirando o lugar a Cascais (este ano é 6.º) e Funchal (8.º).

Além de Lisboa e do Porto, o topo da lista com melhores municípios para viver fica completo com Braga, Coimbra e Cascais.

Por regiões, Ponta Delgada assegurou o primeiro lugar em todas as dimensões nos Açores, assim como Évora no Alentejo, Lisboa na região da capital, o Porto no Norte e o Funchal na Madeira.

Faro lidera no Algarve na lista geral, sendo também a melhor cidade para negócios e viver, mas foi ultrapassado por Albufeira no que se refere à melhor cidade algarvia para visitar.

Também Coimbra foi considerada a melhor cidade para negócios e para viver na região Centro, mas para visitar os resultados destacam que a Nazaré obteve o primeiro lugar.

A Bloom Consulting atribuiu ainda a distinção “Marca Estrela” a municípios que conseguiram resultados de destaque, alcançando posições importantes nas respetivas regiões ou nas dimensões do ranking.

A “Marca Estrela” foi atribuída a Setúbal (dimensão Nacional), Braga (Negócios), Vila Nova de Gaia (Viver) e Albufeira (Visitar).

Por regiões, foram contempladas com a “Marca Estrela” Castro Marim (Algarve), São Roque do Pico (Açores), Seixal (Lisboa), Matosinhos (Norte), Santarém (Alentejo), Covilhã (Centro) e Machico (Madeira).

Pela primeira vez, foi ainda atribuída a “Marca Estrela” a municípios mais pequenos que se distinguiram nos ‘rankings’, tendo sido contemplados Vila Real (municípios com menos de 50 mil habitantes), Arouca (menos de 25 mil habitantes) e Idanha-a-Nova (menos de 10 mil habitantes).

Segundo a Bloom Consulting, Porto Moniz, na Madeira, obteve o maior crescimento desde o início deste ranking, em 2014.

A Madeira (+47%) e os Açores (+45%) foram as regiões portuguesas que mais cresceram nesta edição, embora, pela primeira vez desde o início da pandemia, todas as regiões tenham apresentado “variações positivas no que diz respeito às pesquisas proativas por parte de estudantes, trabalhadores, turistas, investidores e cidadãos de todo o mundo”.

Natureza, parques, aventura e ar livre foram os temas que tiveram a maior subida dos últimos anos nas procuras.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+