Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Jovem "supremacista branco" detido por incitamento ao ódio racial

25 mai, 2022 - 17:21 • Ricardo Vieira

PJ deteve um dos presumíveis autores da invasão online de um debate organizado pela Associação de Estudantes da Escola Secundária de Camões, denominado "A Influência da escravatura e o racismo institucional".

A+ / A-

Um jovem de 17 anos foi detido e está indiciado pela prática de crimes de discriminação e de incitamento ao ódio e à violência, anunciou esta quarta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Os mandados de detenção e de busca domiciliária foram cumpridos na terça-feira pela Unidade Nacional Contraterrorismo da Judiciária.

A diligência resultou na detenção de um jovem de 17 anos, um dos presumíveis autores da invasão online de um debate organizado pela Associação de Estudantes da Escola Secundária de Camões, no dia 18 de fevereiro de 2021, denominado "A Influência da escravatura e o racismo institucional".

“O arguido partilhou o link da reunião em diversos canais e redes sociais, com o objetivo de, em articulação com outros utilizadores, perturbarem o referido debate, que se estava a realizar através da plataforma Zoom com participantes maioritariamente de raça negra”, explica a PJ, em comunicado.

“Após o incitamento, diversos indivíduos entraram da reunião online e publicaram fotos e gifts com conteúdos racistas e nazis, incluindo cruzes suásticas, ao mesmo tempo que imitavam sons de macacos e proferiam expressões como "Nigger", "Nigger go home", "Go back to Africa".”

O jovem detido “partilha em diversas plataformas digitais propaganda neonazi” e “assume-se como defensor da "supremacia branca" e dos Movimentos internacionais, tal como o National Partisan Movement, através da propaganda que difunde”.

O suspeito, presumível autor destes crimes, será presente às autoridades judiciárias competentes, tendo em vista a aplicação das medidas de coação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+