Tempo
|
A+ / A-

"Varíola dos macacos". Portugal é o primeiro país a sequenciar o genoma do vírus

23 mai, 2022 - 16:21 • Diogo Camilo

Já foram confirmados 37 casos do vírus monkeypox no país, com a DGS a ter confirmado 14 novos infetados esta segunda-feira. Descoberta poderá ser fundamental para compreender a origem do surto.

A+ / A-
Varíola dos Macacos. Que doença rara é esta que está a crescer em Portugal?
Varíola dos Macacos. Que doença rara é esta que está a crescer em Portugal?

Portugal tornou-se esta segunda-feira o primeiro país a identificar a sequência genética do vírus que provoca a "varíola dos macacos", doença que já tem 37 casos confirmados no país desde a semana passada.

A descoberta foi feita por uma equipa de investigadores do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) e poderá ser fundamental para compreender a origem do surto e as causas para a rápida disseminação da doença, que se encontra em circulação em países como Portugal, Reino Unido, Espanha, Suécia, Bélgica e Estados Unidos da América.

"Alguns dias após a confirmação dos primeiros casos de infeção humana por vírus Monkeypox em Portugal, especialistas do Núcleo de Genómica e Bioinformática do INSA identificaram a sequência genética deste vírus e partilharam-na com a comunidade científica internacional, o que poderá contribuir para uma mais rápida e efetiva compreensão deste fenómeno", refere o instituto em comunicado.

Para o responsável do Núcleo de Genómica e Bioinformática do Departamento de Doenças Infeciosas do INSA, João Paulo Gomes, “a rápida identificação da sequência genética do vírus em circulação, e a sua imediata divulgação à comunidade científica, constitui um primeiro passo de colaboração internacional para a caracterização deste surto”, acrescentando que a comparação dos vírus nos vários países onde a doença foi identificada "poderá ser fundamental para a compreensão da origem do surto".

A Organização Mundial da Saúde prevê que os casos de varíola dos macacos, uma doença que foi detetada nos últimos dez dias em 12 países, continuem a aparecer. O foco e rota de contágio ainda não foram estabelecidos.

Na vizinha Espanha, as autoridades sanitárias da região de Madrid confirmaram mais quatro casos esta segunda-feira, elevando o total para 34. Há mais 38 casos suspeitos de varíola dos macacos, em Madrid.

A varíola dos macacos, que ocorre principalmente na África Ocidental e central, é uma infecção viral que foi registada pela primeira vez na República Democrática do Congo, nos anos 70. Os sintomas incluem febre, dores de cabeça e erupções cutâneas que começam no rosto e se espalham para o resto do corpo.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+