Tempo
|
A+ / A-

Greve no Grande Porto. Revisores e funcionários das bilheteiras da CP em protesto

23 mai, 2022 - 06:46 • Redação com Lusa

Empresa admite “perturbações significativas” até às 12h00. Greve suprimiu 70% dos comboios programados no Porto até às 10h00

A+ / A-

Vai ser uma manhã mais complicada no Grande Porto devido a uma greve parcial, que vai afetar os comboios urbanos da região.

Os revisores e os funcionários das bilheteiras da CP convocaram paralisação para a manhã desta segunda-feira por causa da perda de poder de compra.

Apesar de a paralisação decorrer entre as 5h00 e as 8h30 da próxima, os efeitos na circulação começaram a ser sentidos à meia-noite, podendo prolongar-se até ao meio-dia, segundo o comunicado da empresa.

A CP admitiu que podem ocorrer “perturbações significativas” na circulação ferroviária. Para esta paralisação não foram decretados serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social.

Na região do Porto, os comboios urbanos circulam pelas linhas de Aveiro, Braga, Marco de Canaveses e Guimarães num total de 82 estações e num raio de 60 quilómetros à volta da cidade invicta.

Não são afetados pela paralisação os restantes serviços da CP: regional, inter-regional, Intercidades, Alfa Pendular e Celta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João
    23 mai, 2022 Olhão 11:55
    Vão para os privados! Uns são aumentados outros não. Igualdade. C.P ,devia ir para os privados. Vergonhoso o que fazem com o povo. Podem juntar á TAP. Por esses atos que as empresas entram, em prejuízo.

Destaques V+