Tempo
|
A+ / A-

GNR avança com operação de limpeza subaquática na Serra da Estrela

16 mai, 2022 - 15:48 • Rosário Silva

A Guarda Nacional Republicana sublinha que o objetivo desta ação “é meramente preventiva”, priorizando, por outro lado, a sensibilização ambiental.

A+ / A-

A Guarda Nacional Republicana (GNR) arranca esta terça-feira com a realização de várias buscas subaquáticas na Lagoa Comprida, freguesia do Sabugueiro, no concelho de Seia.

A operação, no âmbito de uma ação policial preventiva, vai decorrer durante dois dias, 17 e 18 de maio, e justifica-se, segundo esta força de segurança, tendo em conta que a zona da Serra da Estrela é detentora de um conjunto de barragens, que são locais de elevada procura turística nacional e internacional.

“Face aos reduzidos níveis de água das barragens e ventos fortes é possível visualizar detritos no fundo da Lagoa Comprida, tendo já sido encontrado diverso armamento, tendo sido dado conhecimento ao Ministério Publico”, refere GNR em comunicado, enviado à Renascença.

Assim, através dos militares do Posto de Resgate com reforço do Núcleo Especial de Operações Subaquáticas (NEOS/UEPS) vai efetuar uma busca subaquática, “junto de zonas onde eventualmente alguém tenha tentado ocultar artefactos provenientes de ilícitos criminais”, bem como “uma ação de sensibilização na barragem junto à Torre, visando recolher lixo imerso, proveniente da ação humana”.

O objetivo desta ação “é meramente preventiva”, afirma a guarda, priorizando, por outro lado, a sensibilização ambiental.

Refira-se que o Posto de Busca e Resgate de Montanha da Serra da Estrela, possui competência territorial, na zona de ação do Maciço Central da Serra da Estrela.

É responsável pela execução de missões de polícia de competência própria (Polícia de Montanha) e, complementarmente, assegura a proteção, intervenção, busca, resgate e socorro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+