Tempo
|
A+ / A-

Mediterrâneo. GNR recolheu 14 migrantes ao largo da Sardenha

12 mai, 2022 - 11:29 • Lusa

Cinco dos passageiros são menores de idade e todos estavam "em evidente estado de exaustão" em consequência da viagem.

A+ / A-

A Guarda Nacional Republicana recolheu na quarta-feira 14 migrantes no Mediterrâneo e entregou-os às autoridades da Sardenha, divulgou aquela força, a participar numa operação conjunta de patrulhamento europeia.

A lancha de patrulhamento costeiro vigiava as águas a sul da Sardenha quando se soube que uma pequena embarcação de madeira com migrantes tinha sido vista por um barco de pesca local e acabou por a intercetar na noite passada.

Cinco dos passageiros são menores de idade e todos estavam "em evidente estado de exaustão" em consequência da viagem, afirma a GNR em comunicado, acrescentando que deu comida e mantas térmicas a todas as pessoas recolhidas.

Os tripulantes foram levados para Sant'Antiocco, onde as autoridades vão investigar as razões para terem feito a travessia e distinguir entre casos humanitários e migração económica.

Os pedidos de asilo seguem um processo que pode determinar se ficam, no caso de aprovação, ou se são deportados, se não se provarem as razões humanitárias.

A GNR participa até 13 de julho na operação "THEMIS-2022" da agência europeia de fronteiras e costa, FRONTEX, cujos objetivos são "controlar os fluxos de migração e impedir a criminalidade transfronteiriça".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+