Tempo
|
A+ / A-

Açores

São Jorge sem registo de abalos sentidos pelo segundo dia

02 mai, 2022 - 13:38 • Lusa

Até ao momento foram identificados 264 sismos sentidos pela população.

A+ / A-

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) não identificou, nas últimas 24 horas, sismos sentidos pela população na ilha de São Jorge, pelo segundo dia consecutivo, foi anunciado esta segunda-feira.

Segundo o comunicado diário do CIVISA para ponto da situação da crise sismovulcânica, que começou em 19 de março naquela ilha do arquipélago açoriano, desde as 10h00 de domingo até às 10h00 de hoje "não foi sentido nenhum sismo".

Até ao momento foram identificados 264 sismos sentidos pela população.

De acordo com o CIVISA, "continua acima do normal" a atividade sísmica que se tem vindo a registar desde 19 de março naquela ilha, desde a Ponta dos Rosais até à zona do Norte Pequeno - Silveira.

O sismo de maior magnitude (3,8 na escala de Richter) ocorreu no dia 29 de março, às 21h56.

De acordo com a escala de Richter, os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequenos (2,0-2,9), pequenos (3,0-3,9), ligeiros (4,0-4,9), moderados (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grandes (7,0-7,9), importantes (8,0-8,9), excecionais (9,0-9,9) e extremos (quando superior a 10).

A ilha mantém o nível de alerta vulcânico V4 (ameaça de erupção) de um total de sete, em que V0 significa "estado de repouso" e V6 "erupção em curso".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+