Tempo
|
A+ / A-

Investidores internacionais visitam empreendimento de Alqueva

18 abr, 2022 - 13:58 • Rosário Silva

Mostrar as oportunidades de negócio que podem ser geradas, nas vertentes agrícola e agroindustrial é um dos objetivos desta missão que que integra empresários de Espanha, Inglaterra, Holanda e Luxemburgo.

A+ / A-

São empresários provenientes de quatro países e visitam o Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA), a partir desta terça-feira.

Fazem-no a convite da EDIA, a empresa que gere o empreendimento e do Núcleo Empresarial da Região de Beja.

Durante três dias, o maior lago artificial da Europa é palco de uma visita de prospetores internacionais.

“Estes potenciais investidores são oriundos de Espanha, Inglaterra, Holanda e Luxemburgo com interesses nas áreas da indústria Agroalimentar (agricultura e agroindústria), importação de produtos agrícolas e ainda na formação de parcerias de produção com agricultores locais”, indica uma nota enviada à Renascença, pela Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva.

O grupo de empresários vai juntar-se na capital do baixo Alentejo, a partir de dia 19, e até quinta-feira, dia 21, para conhecerem o EFMA “e as oportunidades de negócio criadas por este Projeto nas áreas da agroindústria bem como o seu potencial exportador”.

A visita acontece no âmbito de um projeto de promoção e internacionalização do projeto de Alqueva denominado “Alqueva, uma nova terra de oportunidades”, que foi, de resto, objeto de candidatura ao Sistema de Apoio a Ações Coletivas e financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional/Alentejo 2020.

Segundo a EDIA, estes potenciais investidores “tiveram um primeiro contacto com o projeto de Alqueva em certames internacionais e nacionais”, em que o empreendimento participou ao abrigo do mesmo programa, culminando com esta visita à área servida pelo EFMA.

“Pretende-se assim dar a conhecer, in loco, a nova realidade criada pelo projeto de Alqueva bem como mostrar as oportunidades de negócio que aqui podem ser geradas, nas vertentes agrícola e agroindustrial, e ainda na capacidade exportadora da região”, acrescenta a empresa que gere o Alqueva.

Durante estes três dias, os empresários estrangeiros vão visitar diversas infraestruturas e diferentes unidades agroindustriais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+