Tempo
|
A+ / A-

Hermínia Vilar eleita reitora da Universidade de Évora

31 mar, 2022 - 17:30 • Rosário Silva

O desenvolvimento e a consolidação da universidade, assim como a sua projeção em termos nacionais e internacionais, são prioridades da nova reitora, que é professora do Departamento de História.

A+ / A-

Hermínia Vilar, professora do Departamento de História, diretora e investigadora no Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora (UÉ), foi eleita esta quinta-feira, reitora desta instituição de ensino superior, para os próximos quatro anos.

No comunicado enviado à Renascença, a UÉ indica que os resultados do processo eleitoral que decorreu neste dia 31 de março, “foram conhecidos na sequência da reunião deliberativa do Conselho Geral da Universidade de Évora, órgão a quem compete estatutariamente a eleição do reitor”.

“Uma enorme honra”, é desta forma que Hermínia Vilar reage à sua eleição, agradecendo ao Conselho Geral “a confiança” que nela depositou.

A docente renovou o seu compromisso para “com o desenvolvimento e a consolidação da universidade”, tendo com finalidade a “sua projeção nacional e internacional” salvaguardando “o seu importante papel na coesão regional e no desenvolvimento da região”.

Hermínia Vilar substitui no cargo Ana Costa Freitas que estava à frente dos destinos da academia desde 2014.

A tomada de posse está agendada para dia 9 de maio.

Quem é a nova reitora?

Hermínia Vasconcelos Vilar tem 59 anos e tem exercido funções docentes na Universidade de Évora ao longo dos últimos 32 anos.

É doutorada em História Medieval na Universidade de Évora (1998), onde exerce presentemente as funções de professora associada com agregação.

Entre 2010 e 2014 foi vice-reitora para o Ensino e Formação da academia alentejana e é membro do Conselho Geral desde 2016.

Tem desempenhado múltiplos cargos na Universidade de Évora para que foi eleita, nomeadamente vice-presidente do conselho científico da Área Departamental de Ciências Humanas e Sociais, assim como membro dos conselhos científicos da academia alentejana, do Instituto de Investigação e Formação Avançada e da Escola de Ciências Sociais.

Foi presidente do conselho do Departamento de História e, desde 2019, é diretora do CIDEHUS – Centro Interdisciplinar de História, Cultura e Sociedades.

Do seu currículo profissional, passou ainda pela vice-presidência da Sociedade Portuguesa de Estudos Medievais e foi membro de outras associações científicas nacionais.

É também autora de diversos livros e de obras científicas, tendo integrado diversos júris de provas académicas e de prémios, painéis de avaliação e conselhos editoriais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+