Tempo
|
A+ / A-

Guerra na Ucrânia

​Santa Casa disponibiliza mais de 200 casas e vagas em creches para refugiados

15 mar, 2022 - 15:03 • Liliana Monteiro

Provedor da Santa Casa da Misericórdia revela que há mais de uma centena de vagas para acolher crianças em creches e outras tantas vagas disponibilizadas em habitação. Residências, alimentação e creches são as três áreas privilegiadas nesta altura para ajudar quem foge à guerra e não sabe quanto tempo vai ficar longe de casa.

A+ / A-

Veja também:


As contas da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa estão feitas e são reveladas à Renascença pelo provedor Edmundo Martinho. São mais de cem vagas em creches da instituição prontas a receber crianças refugiadas da Ucrânia.

"No ensino básico pode haver vagas em diferentes escolas, mas nas creches é mais difícil e ainda para mais nesta altura do ano. Disponibilizamos mais de mil vagas caso venham a revelar-se necessárias", afirma Edmundo Martinho.

Há também casas e outras unidades prontas a receber refugiados temporariamente ou a mais longo prazo.

"Nós estamos a contar com lugar para umas 100 a 120 pessoas. São espaços para estadias mais curtas e outras mais prolongadas. Habitações que estavam no mercado de arrendamento e foram canalizadas para isto, outras de natureza coletiva e que estavam destinadas aos recolhimentos na capital, mas entretanto foram sendo desafetadas dessa função", explica o provedor.

Edmundo Martinho falava à margem do 3.º Fórum Reino Unido - Portugal sobre envelhecimento saudável.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+