Tempo
|
A+ / A-

Edição 54 da AGRO será “o pontapé definitivo às feiras condicionadas pela Covid-19”

10 mar, 2022 - 17:30 • Isabel Pacheco

A AGRO - Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação decorre de 24 a 27 de março, no Altice Fórum Braga, após dois anos de ausência. O uso de máscara será obrigatório.

A+ / A-

A 54ª edição da AGRO - Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação regressa, este ano, à normalidade com “medidas mais próximas da realidade”.

Segundo Carlos Silva, administrador executivo da InvestBraga, a feira vai ser “a primeira do setor num quadro de alívio das medidas de mitigação da pandemia de Covid-19”.

“Será o pontapé definitivo às feiras muito condicionadas pela Covid-19”, destaca, José Coutinho, diretor geral do Altice Forum Braga, local onde vai decorrer o evento, após dois anos de ausência.

"A utilização de máscaras vai ser obrigatória”, aponta o responsável.

A feira, que arranca a 24 de março, propõe-se a olhar para o futuro do setor. Segundo a organização, a edição de 2022 da AGRO quer “desafiar os especialistas e o público a refletir sobre a agricultura, pecuária e alimentação do futuro”.

“Agricultura 20-30. Desafios e Oportunidades” e o “Futuro da alimentação” são alguns dos temas que vão estar em debate ao longo dos quatros dias do certame que inclui na programação seminários, conferências, show cookings e concursos pecuários.

A Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação, a mais antiga que se realiza na cidade de Braga, decorre de 24 a 27 de março e conta com 140 expositores numa área de 25 mil metros2 onde, segundo a organização, são esperados 25 mil visitantes.

A feira internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação é uma organização da InvestBraga, a agência para a dinamização económica de Braga e do município.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+