Tempo
|
A+ / A-

Mais 10 mil casos de Covid-19 e 17 mortes, o número mais baixo em dois meses

06 mar, 2022 - 14:15 • Ricardo Vieira e Sofia Moreira

Há mais pessoas internadas nas enfermarias, recuperaram da doença 11.203 pessoas e há menos casos ativos.

A+ / A-

Veja também:


Portugal regista este domingo mais 17 mortes e 10.066 novos casos de Covid-19, indica o boletim epidemiológica da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Trata-se do número de óbitos mais baixo desde 7 de janeiro, ou seja, em quase dois meses. Verificaram-se uma morte no grupo entre os 40-49 anos, dois nos 60-69, uma nos 70-79 e 13 nos maiores de 80 anos. O maior aumento de novos casos volta a ser na faixa etária entre os 10 e os 19 anos, com 2.558 infeções.

Nos hospitais, no conjunto de enfermarias e unidades de cuidados intensivos, há um total de 1.208 pessoas internadas com Covid-19, são mais 19 em comparação com o dia anterior.

Analisando apenas as unidades de cuidados intensivos, há 82 internados, menos três pacientes mais graves em 24 horas.

Portugal tem este domingo 478 mil casos ativos de Covid-19, uma descida de 1.154 em comparação com os dados de sábado.

Recuperaram da doença nas últimas 24 horas um total de 11.203 pessoas.

Desde a chegada da pandemia, em março de 2020, estão confirmadas 21.199 mortes, três milhões 332 mil casos e dois milhões 832 mil recuperados.

Lisboa e Vale do Tejo é nesta altura o epicentro da pandemia de Covid-19 em Portugal. No último dia, foram registados oito mortos e 4.117 novos casos de Covid-19.

O Norte tem mais quatro óbitos e 1.613 novas infeções, o Centro quatro mortes e 1.997 casos, o Alentejo 585 infeções e o Algarve uma morte e 840 casos.

Nas regiões autónomas, a Madeira tem mais 551 casos e os Açores 363 infeções nas últimas 24 horas.

Portugal está na zona laranja da matriz de risco, formada pelo índice de transmissibilidade (Rt) e pela taxa de incidência.

O Rt nacional é de 0,78 e no continente está nos 0,76, o que significa que cada doente com Covid-19 infeta, em média, menos de uma pessoa.

A taxa de incidência nacional é de 1512,7 de casos por 100 mil habitantes. No continente está em 1432,4 casos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+