Tempo
|
A+ / A-

Marinha resgata tripulante de navio mercante nos Açores por motivos de saúde

13 fev, 2022 - 22:01 • Lusa

Nesta operação de resgate estiveram envolvidos o MRCC Delgada, a agência do grupo "Bensaúde", uma embarcação dos pilotos do porto de Ponta Delgada e uma ambulância do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores.

A+ / A-

Um tripulante de um navio mercante, ao largo dos Açores, foi resgatado, por necessitar de "cuidados médicos diferenciados", anunciou hoje a Marinha.

Em comunicado, a Marinha adiantou que o homem, de 43 anos e de "nacionalidade georgiana", estava "a bordo do navio mercante, com bandeira das Ilhas Marshall, que navegava a 415 milhas náuticas (cerca de 770 quilómetros) a noroeste da ilha de São Miguel", quando foi emitido o alerta pela própria embarcação, dando conta de que o tripulante "apresentava sintomas que careciam de cuidados médicos diferenciados".

O Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada), em articulação com a agência de navegação do grupo "Bensaúde", coordenou, entre sexta-feira e hoje, o resgate que "foi efetuado por uma embarcação dos pilotos do porto de Ponta Delgada".

À chegada a Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, "o paciente foi posteriormente transportado para o Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, na manhã deste domingo", numa "ambulância do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores", informa ainda a Marinha. .

Nesta operação de resgate estiveram envolvidos o MRCC Delgada, a agência do grupo "Bensaúde", uma embarcação dos pilotos do porto de Ponta Delgada e uma ambulância do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+