Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Algarve vai ter a primeira central de dessalinização do continente

11 fev, 2022 - 09:57 • Marina Pimentel , Olímpia Mairos

Obra vai ter um custo estimado de 45 milhões de euros e prevê-se que esteja em funcionamento dentro de três anos.

A+ / A-

Já foi lançado o concurso para a criação da primeira central de dessalinização do continente. É um projeto para contornar a situação de seca que afeta o país.

Vai ser instalada no Algarve e segundo o vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente o concurso está em marcha.

“Vamos agora pela primeira vez instalar, o concurso já foi lançado, uma grande central de dessalinização. Nunca antes tinha sido feito, está a ser feita, está o concurso lançado”, diz José Pimenta Machado à Renascença.

A obra vai ter um custo estimado de 45 milhões de euros. Será financiada por Bruxelas e prevê-se que esteja em funcionamento daqui a três anos.

Entretanto, o Governo está a preparar uma linha de crédito à tesouraria e apoio aos custos com a eletricidade no setor agrícola e pecuário para mitigar o impacto da seca.

Estas medidas de apoio ao setor agrícola serão implementadas "assim que o novo Governo tome posse", adiantou o ministério tutelado por Maria do Céu Antunes.

"O Ministério da Agricultura está a preparar os documentos legislativos necessários para que, assim que o novo Governo tome posse, sejam implementadas as seguintes medidas acordadas com o setor: disponibilização de uma linha de crédito garantida para apoio a encargos de tesouraria e regulamentação do estabelecido na lei n.º 37/2021, de 15 de junho (eletricidade verde), para apoio aos custos com a eletricidade no setor agrícola e pecuário", especificou.

Também a Comissão Europeia está a acompanhar a situação e a avaliar "eventuais medidas de mitigação dos impactos da seca".

Para o dia 21 de fevereiro está agendado um Conselho de Ministros da Agricultura com um ponto específico relativo a este tema, a pedido de Portugal e Espanha.

A situação de seca e como mitigar os seus efeitos é o tema do programa Em Nome da Lei que pode ouvir no sábado, depois do meio-dia.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Digo eu
    12 fev, 2022 Cá 11:20
    Esperemos que não seja só para encher piscinas de hotéis, e regar campos de golfe ...
  • Cidadao
    11 fev, 2022 Lisboa 16:12
    Não sei se 1 central será suficiente, mas tem de se começar por algum lado. Agora, podiam também pensar numa rede de canais para transvases, que permitisse movimentar a água de barragens mais cheias, para mais vazias, por todo o território nacional.

Destaques V+