Tempo
|
A+ / A-

Boletim dgs

Rt e incidência descem, em dia com 52 mortes e 34 mil casos de Covid-19

09 fev, 2022 - 14:19 • Ricardo Vieira e Marta Grosso

Em enfermarias estão internadas 2.272 pacientes, mais 16, e em cuidados intensivos 163 pessoas, menos oito no espaço de 24 horas. Número de isolados desceu.

A+ / A-

Veja também:


Portugal regista esta quarta-feira mais 52 mortes e 34 mil novos casos de Covid-19, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Com quase seis mil novos casos, a faixa etária entre os 10 e 19 anos de idade é a que regista mais infeções esta quarta-feira, seguida do grupo dos 40 aos 49 anos (+ 5.532 casos) e do 30-39 (+5.440).

Nas últimas 24 horas morreram 38 pessoas com mais de 80 anos, sete entre os 70-79 anos, quatro nos 60-69, duas nos 50-59 e uma entre os 40 e 49 anos de idade.

Os dois indicadores da matriz de risco, o índice de transmissibilidade (Rt) e a taxa de incidência, apresentam melhorias e o país está mais perto de sair da zona vermelha.

O Rt desceu de 0,97 para 0,92 no continente e no total nacional, o que significa que cada doente com Covid-19 contamina, em média, menos de uma pessoa.

A taxa de incidência nacional cai de 6901,0 para 6562,1 casos por 100 mil habitantes. No continente passa de 6953,7 para 6610,1 casos.

Nos hospitais portugueses, no conjunto de enfermarias e unidades de cuidados intensivos, há 2.435 pessoas internadas com Covid-19, mais 16 em relação ao boletim de ontem.

Em enfermarias estão internadas 2.272 pacientes, mais 16, e em cuidados intensivos 163 pessoas, menos oito no espaço de 24 horas.

Recuperaram da doença mais de 27 mil pessoas e há mais 6.710 casos ativos e menos 9.152 contactos de vigilância.

O número de pessoas em isolamento, que resulta da soma dos casos ativos e dos contactos de vigilância, desce esta quarta-feira para um milhão 252 mil utentes.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, em março de 2020, estão confirmadas 20.354 mortes, dois milhões 997 mil casos e dois milhões 370 mil recuperados.

Numa análise por regiões, o Norte tem esta quarta-feira mais 15 mortes e quase 12 mil novos casos e Lisboa e Vale do Tejo 17 óbitos e quase dez mil novas infeções.

A região Centro contabiliza 15 mortes e 6.821 casos, o Alentejo um óbito e 1.713 infeções e o Algarve uma morte e 1.951 casos.

Nas regiões autónomas, os Açores registam duas mortes e 1.142 novos casos e a Madeira um óbito e 590 infeções.

O primeiro-ministro vai falar com o Presidente da República nesta quarta-feira para saber se há vantagem em marcar uma nova reunião no Infarmed, de forma a avaliar o levantamento de restrições no âmbito da pandemia de Covid-19.

“Ainda esta semana ou na próxima, o Governo vai receber o parecer dos diferentes especialistas que têm apoiado o executivo e que estão a ponderar quais as alterações que devem ser introduzidas”, adianta António Costa aos jornalistas, em São Bento.

No regresso ao trabalho depois de estar infetado com o novo coronavírus, o primeiro-ministro deixou claro que ninguém deve desvalorizar a doença.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+