Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Médicos pedem avaliação à conduta de pediatra contra vacinação de crianças

09 fev, 2022 - 11:20 • Marina Pimentel

Alegam que as declarações do colega “promoveram a hesitação na toma da vacina, a intranquilidade e perda de confiança no processo de vacinação".

A+ / A-

O Conselho Disciplinar da Ordem dos Médicos recebeu um pedido de avaliação de conduta do pediatra Jorge Amil Dias, presidente do Colégio da Especialidade de Pediatria, que em várias intervenções públicas se tem manifestado contra a vacinação de crianças contra a Covid-19.

O pedido de avaliação de conduta é feito em carta - a que a Renascença teve acesso - assinada por 16 médicos, grande parte membros do gabinete de crise para a pandemia, entre os quais Filipe Froes, António Sarmento, Vitor Almeida, Carlos Robalo Cordeiro e Manuel Magalhães.

Os subscritores do pedido de avaliação de conduta pedem que o Conselho Disciplinar avalie se o presidente do Colégio da Especialidade de Pediatria não cometeu uma infração disciplinar ao código deontológico, no que diz respeito à proteção individual e da saúde pública, pelas declarações que fez numa entrevista a um canal de televisão e em duas cartas abertas publicadas pela imprensa.

Os médicos alegam que as declarações contra a vacinação de crianças feitas por Jorge Amil Dias podem ter prejudicado a intervenção da Ordem dos Médicos na “salvaguarda da promoção da saúde e da prevenção da doença” na população portuguesa.

Escrevem ainda que as suas intervenções “promoveram a hesitação na toma da vacina, a intranquilidade e perda de confiança no processo de vacinação em geral e em particular no combate à pandemia”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+