Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Ponte de Sor. IEFP investe 1,5 milhões para formar profissionais de aeronáutica

18 jan, 2022 - 13:15 • Rosário Silva

Novo polo de aprendizagens vai ficar instalado no Centro Empresarial e Tecnológico, nas antigas instalações da Delphi.

A+ / A-

A Câmara Municipal de Ponte de Sor e o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) celebraram, na manhã desta terça-feira, um protocolo de cedência de espaço para a criação de uma secção de formação profissional para esta área, no local onde o novo polo de aprendizagens vai ficar instalado: o novo Centro Empresarial e Tecnológico, nas antigas instalações da Delphi, um espaço com cerca de 700 metros quadrados.

Citado numa nota de imprensa do município, enviada à Renascença, o delegado regional do Alentejo do IEFP, adianta que a decisão de alargar a oferta formativa fica a dever-se ao “crescimento contínuo e ao investimento expectável para o setor da indústria em geral e do cluster da aeronáutica em particular”.

Este investimento, “em máquinas e equipamentos para o aumento da oferta formativa e operacionalização das ações de formação, ultrapassa 1,5 milhões de euros”, evidencia, segundo Arnaldo Frade, uma preocupação com o “desenvolvimento económico que se regista nesta sub-região do Alentejo e à previsível criação de novos postos de trabalho”.

Também o presidente do município alentejano afirma que “não podemos falar em desenvolvimento do cluster aeronáutico de Ponte de Sor, sem ultrapassar as dificuldades de recursos humanos especializados”, uma das “principais exigências deste setor, que, por ser uma indústria de ponta, com recurso a tecnologia complexa, necessita de mão-de-obra especializada”.

Para Hugo Hilário, a criação deste cluster configura a “missão de gerar conhecimento e capacitação profissional”, dando “importantes passos para dotar as empresas que aqui se fixam de mais e melhores recursos”.

A autarquia considera ainda que “o aumento da oferta de formação profissional contribuirá para o crescimento das empresas e a atratividade de Ponte de Sor enquanto local para a fixação de novos players”, conseguindo, dessa forma, “afirmar-se o cluster aeronáutico no panorama nacional e internacional”.

A incubação de empresas de base tecnológica e start-ups, a transferência de conhecimento e tecnologia para a economia real, bem como fazer de Ponte de Sor um elemento das futuras Zonas Livres Tecnológicas para o setor aeroespacial, são outras vantagens enumeradas pelo IEFP e município, para sustentar a parceria concretizada esta terça-feira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+