Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Linha SNS24 atendeu mais de 850 mil chamadas nos primeiros 11 dias do ano

12 jan, 2022 - 17:55 • Lusa

Também aumentou o número de emissões de Declarações Provisórias de Isolamento. Só na terça-feira foram emitidas mais de 75 mil.

A+ / A-

Veja também:


A linha de saúde SNS24 atendeu mais de 850 mil chamadas nos primeiros 11 dias do ano, numa média de 90 mil chamadas por dia útil, segundo dados hoje divulgados pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

A elevada procura da linha deve-se ao grande número de casos de covid-19 registados desde que se generalizou a infeção pela nova variante do vírus, a Ómicron, muito mais transmissível.

Só na primeira semana de janeiro, em que foram atendidas 545 mil chamadas, o total de atendimentos foi sete vezes e meia superior à primeira semana de novembro, na qual foram atendidas cerca de 72 mil chamadas, dizem os SPMS em comunicado.

Os SPMS recordam que a procura da linha tem vindo a aumentar desde novembro e na primeira, segunda e terceira semanas de dezembro já tinham sido atendidas entre 170 mil e 205 mil chamadas.

Desde finais de dezembro, foram concluídos com sucesso cerca de 480 mil atendimentos automatizados, dos quais cerca de 352 mil só em janeiro, segundo o mesmo documento.

Os SPMS explicam ainda que também aumentou o número de emissões de Declarações Provisórias de Isolamento e que só na terça-feira foram emitidas mais de 75 mil.

A covid-19 provocou 5.503.347 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 19.181 pessoas e foram contabilizados 1.734.343 casos de infeção, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A nova variante, a Ómicron, foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, em novembro, foram notificadas infeções em pelo menos 110 países, sendo dominante em Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+