Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

PSP vai estar atenta às festas particulares durante a passagem de ano

31 dez, 2021 - 08:17 • Olímpia Mairos ,Tomás Chagas

“Vamos ter o reforço de várias valências no terreno: a investigação criminal, equipas de intervenção rápida, equipas de prevenção e reação imediata e, naturalmente, também a unidade especial de polícia", avança a PSP

A+ / A-

Veja também:


A PSP garante que vai reforçar os meios para fazer cumprir as normas em vigor durante as festas de passagem de ano.

A maioria das cidades do país cancelou todos os eventos que tinha marcado para a noite que marca o fim de ano por causa da pandemia, mas há várias regras que ainda têm de ser cumpridas

À Renascença, a subcomissária do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP Laura Bicheiro assegura que as autoridades vão estar atentas, sobretudo, às festas particulares.

“Vamos ter o reforço de várias valências no terreno: a investigação criminal, equipas de intervenção rápida, equipas de prevenção e reação imediata e, naturalmente, também a unidade especial de polícia, caso haja alguma alteração da ordem pública”, indica a subcomissária.

Laura Bicheiro destaca que, apesar de todos os eventos estarem cancelados, “há essa imprevisibilidade e, por isso, estarão “atentos a iniciativas particulares que possam colocar de alguma forma em causa e perturbar a tranquilidade das pessoas”.

No âmbito das medidas restritivas de combate à Covid-19, estão em vigor algumas regras como a proibição de consumo de álcool na rua e os ajuntamentos limitados a 10 pessoas.

A subcomissária da PSP apela ao cumprimento das regras e avisa que há coimas para quem estiver em incumprimento.

“Apelamos a que as pessoas cumpram, que não tomem esse tipo de atitudes, mas nós fazemos aplicar as leis e são aplicadas contraordenações, caso as pessoas não cumpram aquilo que está estabelecido”, sublinha Laura Bicheiro, dando nota que as coimas vão dos 100 aos 500 euros.

Na capital do país, a PSP vai posicionar-se em zonas que habitualmente têm muita vida noturna.

“Falamos particularmente naqueles locais em que é habitual uma grande concentração de pessoas nesta época festiva, nomeadamente a Praça do Comércio, o Bairro Alto e Cais do Sodré”, exemplifica, reforçando que “uma vez que todos os eventos e festas relacionados com a passagem de ano foram cancelados”, as pessoas não devem deslocar-se para estes locais para que não haja concentração de pessoas.

Além do controlo das ruas, a PSP vai também ter montado um dispositivo para fazer a fiscalização das pessoas que circulam nas estradas.

“Esta também é uma vertente que nos preocupa, como é uma altura de festa e de alguns excessos”, afirma Laura Bicheiro, relembrando algumas das principais medidas de segurança: “se conduzirem, não ingiram bebidas alcoólicas, utilizar sempre o cinto de segurança, não utilizar o telemóvel enquanto conduzem, cumprir os limites de velocidade impostos por lei e adotar sempre uma condução preventiva e cautelosa”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+