Tempo
|
A+ / A-

Marinha

Cerimónia demorou 90 segundos. Gouveia e Melo tomou posse como Chefe do Estado-Maior da Armada

27 dez, 2021 - 15:44 • Ana Catarina André

O agora almirante sucede a Mendes Calado, que não esteve presente na tomada de posse.

A+ / A-

O Presidente da República deu posse, esta segunda-feira, Henrique Gouveia e Melo como Chefe do Estado-Maior da Armada, numa cerimónia, que decorreu no Palácio de Belém e que durou cerca de um minuto e meio.

O agora almirante, agora promovido, que ficou conhecido por coordenar a "task force" do plano de vacinação contra a Covid-19, sucede assim a Mendes Calado, que não esteve presente na cerimónia e que, na semana passada, afirmou ter sido exonerado do cargo "contra a sua vontade".

António Costa também esteve ausente, por se encontrar de férias.

Participaram na cerimónia o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, almirante Silva Ribeiro, o chefe do Estado-Maior da Força Aérea, general Joaquim Nunes Borrego, e em representação do Exército esteve o Comandante das Forças Terrestres, tenente-general Martins Pereira.

Pela Marinha, esteve presente o vice-Chefe do Estado-Maior da Armada e ainda a mulher e os filhos de Henrique Gouveia e Melo.

À saída, Gouveia e Melo não prestou declarações aos jornalistas.

Gouveia e Melo, de 61 anos, nasceu em Moçambique e durante 22 anos exerceu diversas funções operacionais nos submarinos. Também foi responsável pelos trabalhos de recuperação em Pedrógão Grande.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+