Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19

Portugal em contenção a partir de 25 de dezembro. Conheça as medidas

21 dez, 2021 - 16:55 • Redação

Teletrabalho obrigatório, encerramento de creches e ATL e de discotecas e bares são algumas das restrições até 9 de janeiro. Festas de Natal e Ano Novo com medidas especiais.

A+ / A-

Veja também:


O Conselho de Ministros aprovou esta terça-feira novas medidas de combate e prevenção da pandemia da Covid-19, entre as quais a antecipação do período de contenção, que arranca agora no Dia de Natal e passa a ser de duas semanas.

O período de contenção começa a 25 de dezembro e decorre até 9 de janeiro, disse o primeiro-ministro, António Costa. A 5 de janeiro haverá uma nova avaliação da situação pandémica e das medidas.

“Este ainda não é o novo Natal normal das nossas vidas”, declarou o chefe do Governo, preocupado com a nova variante Ómicron que apresenta uma maior taxa de transmissibilidade.

António Costa destacou a importância do processo de vacinação contra a Covid-19 em curso e explicou porquê: atualmente, há três vezes menos internamentos do que há um ano, a queda do número de pessoas em cuidados intensivos também tem sido "substancial", o que "demonstra o sucesso da vacinação". O primeiro-ministro lamentou as mortes causadas pela pandemia, mas assinalou que "o número tem sido significativamente menor do que há um ano".

O chefe do Governo também anunciou tolerância de ponto na Função Pública a 24 e 31 de dezembro.

O primeiro-ministro garantiu hoje que o processo de vacinação “não vai diminuir”, apesar de confirmar que os Centros de Vacinação vão estar encerrados no Natal e Ano Novo.

Medidas para o período de contenção

  • Teste negativo obrigatório para acesso a estabelecimentos turísticos e alojamento local, casamentos e batizados e eventos empresariais;

Medidas para o Natal (24 e 25 dez) e Ano Novo (30, 31 dez e 1 jan)

  • Proibição de consumo de bebidas alcoólicas na via pública

Costa espera que escolas reabram a 10 de janeiro

O primeiro-ministro disse esperar que as escolas reabram no dia 10 de janeiro, como preveem as atuais medidas de contenção da pandemia da covid-19, mas adiantou que será preciso reavaliar a situação epidemiológica do país.

"Acho que já todos aprendemos, ao longo desta pandemia, que não é uma questão de acreditar, de ser otimista ou pessimista. É uma questão de ser realista e de, a cada passo que damos, ver a situação em que efetivamente estamos", disse.

Segundo António Costa, está prevista a reavaliação da situação epidemiológica em Portugal em 5 de janeiro e só nessa altura será possível perceber se o plano inicial se pode manter, mas quanto ao encerramento das escolas, o primeiro-ministro clarificou: "Espero que só até ao dia 10 de janeiro".

"Este ainda não é um Natal normal"

António Costa apelou aos portugueses que contenham "o mais possível as celebrações natalícias no seu núcleo familiar", avisando que "este ainda não é o novo Natal normal das nossas vidas".

"Apelava às famílias que procurassem evitar que a celebração natalícia envolva muitas pessoas e em grande regime de família alargada. Este ainda não é o novo Natal normal das nossas vidas e por isso apelo a todos que possam conter o mais possível as celebrações natalícias no seu núcleo familiar", pediu.

António Costa insistiu "na necessidade de todos se testarem" antes de se juntarem para a consoada ou para os almoços de Natal.

Questionado pelos jornalistas, o primeiro-ministro revelou que vai passar o Natal apenas com cinco familiares.

António Costa indicou que combinou "não juntar famílias" com o irmão Ricardo Costa.

"Passarei o Natal com a minha mulher, o meu filho, a minha nora, a minha mãe e o meu padrasto", disse.

"Somos seis pessoas e tomaremos todos os cuidados. Teremos as janelas de forma arejar e de máscara sempre que for necessário", referiu ainda.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • EU
    22 dez, 2021 PORTUGAL 12:54
    Ontem da parte da tarde fui a Freixo de Numao, em Vila Nova Foz Coa, visitar um casal de amigos com mais de nove décadas de vida. O ti Toninho e a ti Margarida. Passei lá a tarde e quando regressei já era noite. Os dois andavam com a azafama do fumeiro. Foram três recos que abateram para desfazerem ou fazerem o fumeiro. O ti Toninho já comprou os bacalhaus para a consoada. Também já encomendou três ou quatro polvos dependendo do peso. A ti Margarida já não se lembra bem de quantos netos tem. Sabe que tem 8 bisnetos e sabe também que tem vivos os 8 filhos. 5 mulheres e 5 raparazes diz a ti Margarida. O ti Toninho questiona a mulher, então mulher não sabes que tens 18 netos. Ao ficar tarde quiz vir embora pois ainda tinha uns kms pela frente. A ti margarida não deixou que viesse embora sem lanchar. O ti Toninho fui buscar presunto salpicão e linguiça ou chouriça como diz ti margarida. Como não bebo desde que tirei a carta de profissional pesados na decada de 70 disse ao ti Toninho que trouxesse pouco vinho. Ti Toninho não aceitou e quase ficou zangado pois o vinho é envelhecido em barricas da barca velha. O presunto esse é de há 3/4 anos. Depois do lanche despedi-me dos meus Amigos e regressei a casa. Já em casa ouço não em primeira mão o Senhor Primeiro Ministro apelar para que não se juntem na ceia de Natal mais de meia dúzia de Pessoas. Então que CEIA de Natal vai ter o ti Toninho e a ti Margarida se ao todo são 36 Familiares diretos e descendentes. Se não houverCEIAéjusto?

Destaques V+