Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Mais de 86% dos residentes em Portugal têm imunidade contra a Covid-19

22 dez, 2021 - 16:10 • Ricardo Vieira, com Lusa

“Valores consistentes com a cobertura vacinal”, segundo dados da terceira fase do Inquérito Serológico Nacional.

A+ / A-

Veja também:


A terceira fase do inquérito serológico nacional conclui que 86,4% da população residente em Portugal tem imunidade contra a Covid-19, revelou esta quarta-feira o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

A maioria conseguiu algum grau de imunidade contra o vírus através da vacinação e em 7,5% dos casos é também "atribuível a infeção anterior", referem os peritos do INSA.

As regiões do Algarve e dos Açores foram aquelas em que se observou uma menor seroprevalência total (80,2% e 84,0%, respetivamente).

“Em relação às características da população, destaca-se a seroprevalência total mais elevada na população entre os 50 e os 59 anos (96,5%), nos indivíduos com ensino superior (96,0%) e nos indivíduos com duas ou mais doenças crónicas (90,8%)”, refere o INSA em comunicado.

Os dados adiantam que os grupos etários abaixo dos 20 anos foram aqueles em que se observaram seroprevalências totais mais baixas (17,9% entre 1-9 anos e 76,8% entre os 10-19 anos).

No que se refere à seroprevalência pós-infeção, os resultados indicam “valores globalmente mais baixos” do que os obtidos na 2ª fase do inquérito (7,5% versus 13,5%), o que, provavelmente, se encontra relacionado com o decaimento de anticorpos específicos para o SARS-CoV-2 ao longo do tempo, adianta o INSA.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipe
    23 dez, 2021 évora 00:37
    Tem tanta imunidade que estão infetados isolados e internados outros morreram , quando é que acabam com a venda da banha da cobra ?

Destaques V+