Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Centros de Vacinação encerrados no Natal e Ano Novo

21 dez, 2021 - 18:21 • Rosário Silva

Confirmação dada pelo primeiro-ministro que justifica a decisão com “o direito a uma pausa” dos profissionais que há um ano estão a vacinar a população portuguesa.

A+ / A-

Veja também:


O primeiro-ministro garantiu hoje que o processo de vacinação “não vai diminuir”, apesar de confirmar que os Centros de Vacinação vão estar encerrados no Natal e Ano Novo.

“Nos dias 24, 25 e 26 e nos dias 31 e 1 de janeiro não haverá processo de vacinação”, anunciou António Costa, garantindo que “até lá, continuará a ser feito um esforço muito grande” para vacinar os portugueses.

O chefe do Governo revelou que chegou mesmo a “estar previsto que o dia 23 pudesse ser um dia de não vacinação”, mas foi decidido que a vacinação se mantivesse ainda que os Centros de Vacinação se dediquem nesse dia, em exclusivo, à Casa Aberta para pessoas com 65 ou mais anos.

“Temos que compreender que as pessoas que há mais de um ano, lutam tão empenhadamente para vacinar a população, também têm direito a uma pausa, e nós temos o dever de assegurar o direito a essa pausa”, sublinhou.

“Tenho a certeza que no dia 27 regressarão com força redobrada e no dia 1 com o ânimo acrescido para que possam prosseguir com esta batalha para vacinar a população com a dose de reforço e a vacinação das crianças que, como sabem será muito intensiva nos primeiros fins de semana de janeiro”, acrescentou.

Para reforçar esta decisão, António Costa recordou que os profissionais de saúde, “muito em particular os enfermeiros e os assistentes operacionais, quer do SNS, quer dos municípios”, estão “muito exauridos e fatigados pela enorme pressão a que têm sido sujeitos”.

Por um lado, “precisamos que todos estejam em plena capacidade”, mas” temos que respeitar todos, e estes profissionais também têm direito ao Natal e à passagem do ano”, concluiu.

O Conselho de Ministros aprovou esta terça-feira novas medidas de combate e prevenção da pandemia da Covid-19, entre as quais a antecipação do período de contenção, que arranca agora no Dia de Natal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+