Tempo
|
A+ / A-

Pontes, feriados e dicas para aproveitar 2022

16 dez, 2021 - 06:55 • Rosário Silva

Sem contabilizar a terça-feira de Carnaval ou os feriados municipais, 2022 oferece quatro fins de semana prolongados e quatro pontes, se quiser tirar partido dos seus 13 feriados obrigatórios.

A+ / A-

Se é daqueles que gosta de aproveitar todas as pausas que o calendário oferece para descansar ou dar uma "escapadinha" num fim de semana prolongado, 2022 traz boas notícias em matéria de pontes e feriados. Há muito por onde escolher e, mais ainda, em que pensar.

A escola dos miúdos, as pausas letivas, o teletrabalho, a assistência à família, um sem número de situações que é preciso avaliar, com tempo e calma. Por isso, nós damos uma ajuda.

Se for ágil a fazer contas, pode já começar a preparar o novo ano, que arranca, vale a pena recordar, com a entrada em vigor, logo no dia 1 de janeiro (também o primeiro feriado do ano), das novas regras do teletrabalho.

2022 chega tímido, por força das circunstâncias ligadas à pandemia, com uma semana de “contenção” obrigatória para todos, inclusive escolas, entre 2 e 9 de janeiro, como forma de conter a propagação da Covid-19 no país, depois dos festejos do Natal e Ano Novo.

As aulas só vão arrancar a 10 de janeiro e, este segundo período, prolonga-se até 8 de abril. Antes, a pausa do Carnaval que só vai durar um dia, a célebre "terça-feira Gorda", a 1 de março, em que habitualmente se celebra o Entrudo, embora não seja feriado obrigatório.

Há aqui a primeira possibilidade de ponte em 2022, mas isso só saberemos na altura, até porque a 30 de janeiro haverá eleições legislativas antecipadas e será o novo Governo a decretar ou não, tolerância de ponto.

Se aprecia a época carnavalesca, pelo sim, pelo não, faça um “ponto de interrogação” nesta data, para lá voltar quando se justificar.

Com o inicio da Quaresma, Quarta-feira de Cinzas, a 2 de março, começa o período que nos vai levar à Páscoa. Nas escolas, as férias duram apenas uma semana, entre 11 e 18 de abril.

O primeiro feriado religioso do ano acontece a 15 de abril, Sexta-Feira Santa, o que dá a possibilidade de um fim de semana prolongado, tendo em conta que, neste período, muitos portugueses aproveitam para fazer férias e celebrar a Páscoa, a 17 de abril, com os seus familiares.

O mês “04” não termina sem celebrar a democracia. O 25 de abril acontece a uma segunda-feira, com a hipótese de mais um fim de semana prolongado.

Avançamos no calendário para o próximo feriado. É no dia 1 de maio, Dia do Trabalhador, que em 2022, se celebra num domingo.

Junho chega com duas boas possibilidades de descanso acrescido. Além de ser primavera, é o mês dos Santos Populares, com feriados à mistura em todos os municípios portugueses e que podem ser conjugados com as pausas do calendário.

Desde logo, o 10 de Junho. Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Em que dia da semana? Sim, vai ser numa sexta-feira. Uma boa oportunidade para meter uma cruzinha no calendário. Fim de semana prolongado, com bónus para quem celebra o Santo António, a 13 de junho, uma segunda-feira.

Na semana seguinte, dia 16 de junho, mais um feriado religioso. A Festa do Corpo de Deus celebra-se, como é habitual, a uma quinta-feira, o que abre a possibilidade de mais uma ponte.


Se tem filhos, não se esqueça de olhar para o calendário escolar. O terceiro período começa a 19 de abril e termina a 7 de junho para os 9.º, 11.º e 12.º anos de escolaridade, a 15 de junho para segundo ciclo, 7.º e 8.º anos, a a 30 de junho para a educação pré-escolar e 1.º ciclo do ensino básico.

Até ao fim do mês de junho, não há mais feriados nacionais, apenas municipais, e completam o trio dos Santos Populares: a 24 de junho, Dia de S. João, a uma sexta-feira; na quarta-feira seguinte, celebra-se o Dia de S. Pedro.

Com o verão em curso, é já em agosto que encontramos o próximo feriado. É religioso, assinala a Assunção de Nossa Senhora e celebra-se a 15 de agosto, segunda-feira, deixando em aberto mais uma “escapadinha” prolongada para quem não esteja de férias nessa altura.

O quarto e último trimestre de 2022 arranca com o mês de outubro. Não se esqueça que a 5 de outubro é dia de comemorar a Implantação da República e, por isso, é feriado. Será numa quarta-feira, mas nada impede que faça mais uma pausa prolongada para descansar. Se recorrer a férias ou folgas, pode utilizar apenas dois dias, ganhando cinco de descanso.

Para novembro também há uma outra possibilidade de ponte, isto porque o feriado de 1 de novembro, Dia de Todos os Santos, calha a uma terça-feira.

Mas não é tudo. Dezembro oferece o 1 e 8 de dezembro, respetivamente, dias da Restauração da Independência e da Imaculada Conceição. Ambos acontecem a uma quinta-feira. Não será difícil tentar jogar com os dias e desfrutar de mais duas pontes.

Até ao final do ano, pode contar com mais um feriado: o Dia de Natal, a 25 de dezembro, que calha a um domingo, sem direito a “bónus”.

Vamos a contas?

Os portugueses têm quatro fins de semana prolongados e quatro pontes, se quiserem e puderem aproveitar os 13 feriados (civis e religiosos) de 2022.

Não contabilizamos a pausa do Carnaval (não é feriado obrigatório), nem os feriados municipais, nomeadamente os que acontecem durante o mês de junho ligados aos Santos Populares.

Também não estamos a contar com o feriado de 5 de outubro, a meio da semana, onde pode jogar com os dias de férias ou folgas.

Resumo da lista dos feriados

  • 1 de janeiro, sábado, primeiro feriado de 2022. Atenção ao período de contenção, entre os dias 2 e 9, com teletrabalho obrigatório;
  • 1 de março, terça-feira de Carnaval. Não é feriado obrigatório. Tolerância de ponto? Vamos ter de esperar pela decisão do executivo que sair das eleições de 30 de janeiro;
  • 15 de abril, Sexta-Feira Santa. As férias escolares já estão a decorrer. Há possibilidade de um fim-de-semana prolongado;
  • 17 de abril, domingo, Páscoa. Para os católicos o dia mais importante da sua caminhada de cristãos;
  • 25 de Abril, segunda-feira, mais um feriado a prolongar o fim-de-semana. Celebra-se o 48.º aniversário da Revolução dos Cravos;
  • 1 de maio, domingo. Celebramos o Dia do Trabalhador;
  • 10 de Junho, sexta-feira. É Dia de Portugal e oferece três dias de fim de semana, mais um para quem assinala, nas suas terras o feriado de Santo António, a 13 de junho;
  • 16 de junho, quinta-feira. Festa do Corpo de Deus, com possibilidade de nova ponte;
  • 15 de agosto, segunda feira, Dia da Assunção de Nossa Senhora e mais um dia a juntar ao fim de semana;
  • 5 de outubro, quarta-feira, é Dia da Implantação da República. Se quiser utilizar dias de férias ou folgas, dois dias apenas podem valer-lhe cinco de descanso;
  • 1 de novembro, terça-feira. Celebra-se o Dia de Todos-os-Santos, com possibilidade de ponte;
  • 1 de dezembro, quinta-feira. O feriado nacional pela Restauração da Independência sugere mais uma ponte, o mesmo com o feriado seguinte, de dia 8;
  • 8 de dezembro, quinta-feira, Dia da Imaculada Conceição;
  • 25 de dezembro, domingo, Dia de Natal.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+