Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Caso BPP

PGR garante. Pedido de extradição de Rendeiro será entregue a tempo

15 dez, 2021 - 10:59 • Marta Grosso

Ministério Público garante que, se for necessário, contratará mais tradutores. À Renascença, presidente da Associação Portuguesa de Tradutores diz ter ficado "de boca aberta" ao saber que o processo de extradição podia estar em risco por falta de profissionais. “Na minha associação temos muitos”.

A+ / A-

A Procuradoria-Geral da República garantiu, nesta quarta-feira, que vai entregar o pedido de extradição de João Rendeiro a tempo, apesar da falta de tradutores.

“O Ministério Público não deixará de formalizar o referido pedido de extradição no prazo legalmente previsto”, lê-se numa nota de esclarecimento enviada às redações.

É a resposta à notícia avançada pelo jornal "Público" nesta quarta-feira, segundo a qual o ex-banqueiro poderia vir a ser libertado antes de apresentado o pedido formal de extradição, que tem um prazo de 40 dias para ser apresentado.

Em causa, dificuldades na tradução das decisões judiciais dos processos em que Rendeiro foi condenado.

“Pese embora o limitado quadro de tradutores ao serviço da Procuradoria-Geral da República, essa circunstância não constituirá impedimento a que, no respeito do prazo a que alude o art.º 16.º da Convenção Europeia de Extradição, seja realizada a respetiva tradução”, refere a nota, na qual se garante também que, “se tal se revelar imprescindível, poderá sempre recorrer-se a contratação externa para esse efeito”.

“Como é possível terem apenas dois tradutores?”

A presidente da Associação Portuguesa de Tradutores diz ter ficado "de boca aberta" quando soube que a Procuradoria-Geral da República só tinha dois tradutores e que o processo de extradição de João Rendeiro para Portugal poderia estar em risco por causa disso.

“Como é possível terem apenas dois tradutores?”, questionou. “O que não falta são tradutores de Português-Inglês. Na minha associação temos muitos", afirmou Odette Collas à Renascença.

A falta destes profissionais no Ministério Público foi admitida pela diretora do Departamento de Cooperação Judiciária e Relações Internacionais da Procuradoria-Geral da República, à margem de uma conferência na Universidade do Minho.

Segundo Joana Gomes Ferreira, o rácio considerado adequado para a tradução dos documentos em causa é de dez páginas por dia e por tradutor. Face às centenas de páginas e o prazo de 40 dias, o pedido de extradição poderia ficar comprometido.

“Com dois tradutores é impossível”, diz Odette Collas. “Eles teriam que ter pelo menos 20 tradutores”, acrescenta.

João Rendeiro foi condenado em Portugal em três processos distintos relacionados com o colapso do Banco Privado Português (BPP), donde o ex-banqueiro retirou (como o tribunal deu como provado) 13,61 milhões de euros.

Fugiu para a África do Sul e foi detido em 11 de dezembro, três meses depois de ter sido fugido, e Portugal quer a sua extradição.

Contudo, João Rendeiro já afirmou que não quer regressar a Portugal.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+