Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Rendeiro pede transferência de prisão após ameaças de morte

14 dez, 2021 - 08:42 • Lusa

A advogada do ex-banqueiro do BPP diz que os outros reclusos souberam quem ele era através da rádio.

A+ / A-

A equipa de defesa de João Rendeiro vai pedir a transferência para outra prisão, depois de o ex-banqueiro ter recebido ameaças de morte, disse a advogada June Marks à agência Lusa.

"Como resultado das notícias" nos órgãos de informação, "ele [João Rendeiro] está a receber ameaças de morte", referiu a advogada, explicando que "os outros prisioneiros ouvem as notícias na rádio".

June Marks acrescentou: "Vamos pedir a transferência" do antigo presidente do BPP.

No final da audiência de segunda-feira, à saída do tribunal de Verulam, João Rendeiro foi transferido para a prisão de Westville, a 30 quilómetros, uma das maiores do país e a única da região de Durban, com dezenas de milhares de reclusos.

Ainda nenhuma das autoridades revelou detalhes sobre em que condições João Rendeiro está detido, mas hoje chegou num carro celular coletivo, juntamente com vários reclusos, segundo informaram os guardas do tribunal.

A viatura chegou pelas 9h35 (7h35 em Lisboa) e a audiência está marcada para as 11h00, havendo a indicação da defesa de Rendeiro de que poderá realizar-se apenas durante a tarde.

Este é o segundo dia em que João Rendeiro está na sala de tribunal, depois de na primeira presença perante juiz, na segunda-feira, para legalizar a prisão preventiva, a defesa ter pedido liberdade sob fiança.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+