Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Câmara de Lisboa responde. Megacentro de vacinação traz muitos benefícios

29 nov, 2021 - 15:25 • Carla Fino , Marta Grosso

Vereadores socialistas consideram a medida de Carlos Moedas um "erro" e pediram a reversão da decisão. O grande centro de vacinação vai situar-se no Parque das Nações.

A+ / A-

Veja também:


A criação de um único espaço de vacinação em Lisboa tem mais benefícios para os utentes, defendem o consultor da Câmara de Lisboa para a pandemia e o presidente de Junta de Freguesia do Lumiar.

“Obviamente, estruturas de proximidade acabam por melhorar a acessibilidade”, mas “acabamos por ter vantagem, do ponto de vista logístico, em concentrar as operações no local, desde que ele ofereça também boa acessibilidade”, afirma o autarca Ricardo Mexia, também presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública.

“Vamos ver como é que a situação irá evoluir e como é que irá decorrer a concentração da vacinação aqui na cidade num grande centro de vacinação, e esperemos conseguir, de facto, progredir de forma célere para conseguirmos cobrir a população toda”, prossegue.

O virologista Pedro Simas tem a mesma opinião. O consultor da Câmara Municipal de Lisboa sublinha que foi tudo concertado com o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

“O que a Câmara Municipal da Lisboa fez foi disponibilizar um espaço que tem um excelente acesso de transportes públicos, em que se pode aumentar a capacidade de vacinação em Lisboa, o que era muito necessário”, afirma.

Pedro Simas sublinha ainda que “mesmo as pessoas mais vulneráveis e que não se podem deslocar ao local de vacinação por meios próprios ou por transportes públicos, terão um transporte de táxi pago. Isto foi uma decisão que foi tomada em concertação com o Serviço Nacional de Saúde”.

A defesa do megacentro de vacinação anunciado pelo presidente da Câmara, Carlos Moedas (PSD), surge depois de os vereadores do PS terem pedido a reversão da medida, que prevê também o encerramento da maioria dos restantes centros de vacinação da capital.

"No momento em que a vacinação contra a Covid-19 está concentrada na inoculação de maiores de 65 anos, incluindo milhares de idosos com mais de 80 anos, a decisão da CML [Câmara Municipal de Lisboa] de concentrar o processo em apenas dois centros é um erro que importa reverter", defenderam os vereadores num comunicado conhecido no domingo à tarde.

Os vereadores socialistas contestam a criação de um único centro de vacinação com o encerramento dos restantes, exceto o da Ajuda, por a medida "descurar a proximidade" quando o processo vacinal está atualmente a inocular os "mais idosos e pessoas com maior dificuldade de locomoção".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+