Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

"Semana de contenção de contactos". Teletrabalho obrigatório e reinício das aulas atrasado

25 nov, 2021 - 17:44 • Inês Braga Sampaio

De 2 a 9 de janeiro, o teletrabalho será obrigatório e as discotecas estarão encerradas. As aulas do segundo período só começarão a 10 de janeiro, anunciou António Costa.

A+ / A-

Veja também:


O primeiro-ministro anunciou, esta quinta-feira, que haverá uma "semana de contenção de contactos" no período após o Natal e Ano Novo.

De 2 a 9 de janeiro, o teletrabalho será obrigatório e as discotecas estarão encerradas, explicou António Costa, na conferência de imprensa de atualização das novas medidas de combate à pandemia da Covid-19.

Além disso, o Governo vai atrasar o início das aulas do segundo período para o dia 10 de janeiro. Um atraso que será compensado "com os dois dias de pausa no Carnaval e três dias de pausa na época da Páscoa".

"Não podemos ter um janeiro que se possa aproximar do trágico janeiro de 2021", justificou o chefe do Executivo, sublinhando que há "um agravamento de novos casos diários, nos internamentos e em óbitos".

Portugal está a entrar "numa fase de maior risco", devido ao crescimento generalizado da pandemia, da proximidade do inverno e da época festiva.

Situação de calamidade em dezembro


A 1 de dezembro, o país entra em Estado de Calamidade, para "se aplicar as medidas que se justifiquem e que sejam proporcionais ao risco".

António Costa informou, ainda, que a partir do dia 1 de dezembro, o país entra em estado de calamidade, para "se aplicar as medidas que se justifiquem e que sejam proporcionais ao risco que vivemos".

A partir desse dia, passará a ser obrigatório o uso de máscaras em espaços fechados e em todos os recintos que não tenham sido especificamente excecionados pela Direção-Geral da Saúde.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+