Tempo
|
A+ / A-

​Violência na noite a aumentar? “São coisas que não acontecem todos os dias”

20 out, 2021 - 10:45 • Teresa Almeida , Cristina Nascimento

Especialistas referem que alguns casos de violência que têm sido reportados já existiam antes, são situações esporádicas e que algum sentimento de insegurança até tem vantagens.

A+ / A-

O recente caso da morte de um jovem agredido à porta de um bar, no Porto, está parace estar a gerar a noção de que a noite está mais violenta e insegura. No entanto, especialistas ouvidos pela Renascença contrariam essa ideia.

O diretor da Escola de Criminologia da Universidade do Porto considera que nada justifica por agora um maior sentimento de insegurança no Porto e no país.

“Sempre foi assim”, diz Pedro Sousa, acrescentando que casos como o referido já “antes aconteciam” e deixavam as pessoal alarmadas. No entanto, a conclusão é que são “coisas que não acontecem todos os dias”.

Contudo, reconhece que possa existir alguma perceção dessa insegurança, atribuindo-a ao retomar da normalidade.

A diretora da licenciatura de criminologia da Faculdade de Direito da Universidade do Porto, Carla Cardoso, tem opinião semelhante.

“A insegurança deve-se não apenas ao crime, mas também à influência dos media, algum alarmismo social que se cria em torno desses problemas”, explica.

Carla Cardoso lembra ainda que um pouco de insegurança não é necessariamente mau, pelo contrário.

“Quem não tiver algum grau de insegurança não se protege, põe as coisas em cima da mesa, vai dar uma volta e, portanto, há um nível de segurança que é adaptativo porque a pessoa se vai protegendo, vai estando vigilante”, diz.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fernandes
    20 out, 2021 Viseu 14:57
    Às 13h15 numa estação movimentada... https://observador.pt/2021/10/20/jovem-morre-apos-ser-esfaqueado-na-estacao-de-metro-das-laranjeiras-em-lisboa/

Destaques V+