Tempo
|
A+ / A-

ENSINO SUPERIOR

Médias sobem na segunda fase, com mais de nove mil colocados

14 out, 2021 - 00:11 • Joana Gonçalves

Cerca de 60% dos candidatos à segunda fase do concurso nacional de acesso falharam entrada no ensino superior público.

A+ / A-

A segunda fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao ensino superior garantiu a colocação de 9.154 alunos, com uma média de entrada máxima superior à registada na primeira fase.

Cerca de 60% dos candidatos falharam a entrada no ensino superior público nesta fase, mas 72% dos colocados entraram nas suas três primeiras opções. Por ocupar ficaram 4.441 vagas.

De acordo com os dados oficiais divulgados esta quarta-feira pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), na segunda fase a média mais alta do último colocado pertence ao curso de Medicina da Universidade do Porto, com uma nota de acesso de 19,52 valores.

Seguem-se Engenharia Aeroespacial da Universidade de Aveiro e Medicina da Universidade de Minho, com notas médias de entrada de 19,48 valores e 19,27 valores, respectivamente.

Na lista dos cursos com médias superiores a 19 valores há, ainda, Engenharia e Gestão Industrial e Design de Comunicação da Universidade do Porto, Engenharia Física Tecnológica e Engenharia Aeroespacial da Universidade de Lisboa, Engenharia e Gestão Industrial do Instituto Politécnico do Porto e Medicina da Universidade de Coimbra.

No fim da tabela fica o curso de Agronomia do Instituto Politécnico de Castelo Branco, com uma nota de acesso de 9,6 valores.

Para os estudantes agora colocados, a matrícula e inscrição é realizada entre 14 e 18 de outubro junto da instituição de ensino superior. As vagas colocadas a concurso na terceira fase são divulgadas no dia 21 de outubro.

A candidatura à terceira fase do concurso é apresentada entre 21 e 25 de outubro. Na primeira fase do concurso nacional de acesso já tinham sido colocados 49.452 estudantes, dos quais se matricularam 44.134 (89%).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+