Tempo
|
A+ / A-

Boletim DGS

Mais sete mortos e 499 novos casos. Internamentos sobem

10 out, 2021 - 14:25 • Redação

Relatório mostra que o maior aumento de casos foi registado na faixa 20-29, com 81 novas infeções.

A+ / A-

Dados da Direção-Geral da Saúde revelam que Portugal registou mais 499 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus e sete mortes em 24 horas.

Segundo o boletim epidemiológico da DGS, estão internadas 334 pessoas, mais 13 do que no sábdo, das quais em 55 cuidados intensivos.

Por regiões, Lisboa continua a liderar nas notificações com 34,9% dos casos, seguem-se o Norte (32,1%), Centro (16,9%), Alentejo (7,8%), Algarve (6,8%), Madeira (1,2%) e Açores (0,4%).

O maior aumento de casos foi registado na faixa 20-29, com 81 novas infeções.

Os dados divulgados mostram também que estão ativos mais 171 casos, para um total de 30.155, e que 321 pessoas foram dadas como recuperadas da doença nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 1.027.116 recuperados.

Nas últimas 24 horas, o número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde subiu (mais 87), situando-se nos 23.518.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 18.041 pessoas e foram registados 1.075.312 casos de infeção.

A pandemia fez pelo menos 4.843.739 mortos no mundo desde o surgimento da doença na China, no final de 2019, segundo um balanço feito pela agência noticiosa France-Presse, com base em dados oficiais.

Mais de 237.462.210 casos de infeção foram diagnosticados desde o início da pandemia.

A grande maioria dos infetados cura-se, mas uma parte ainda mal avaliada mantém os sintomas durante semanas, às vezes meses.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera mesmo, tendo em conta o aumento da mortalidade direta ou indiretamente relacionada com a Covid-19, que o balanço real da pandemia poderá ser duas a três vezes mais elevado do que o oficialmente registado.

Uma boa parte dos casos menos graves ou assintomáticos mantém-se, assim, por detetar, apesar da intensificação da testagem em muitos países.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+