Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Portugal chega às 18 mil mortes desde o início da pandemia

04 out, 2021 - 14:47 • Redação

Número diário de casos mais baixo desde 10 de maio, incidência desce e Rt sobe, avança a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A+ / A-

Veja também:


Portugal chegou esta segunda-feira às 18 mil mortes por Covid-19 desde o início da pandemia, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Nas últimas 24 horas foram registados mais sete óbitos e 193 novos casos de Covid-19.

Este é o número de casos diário mais baixo desde 10 de maio, quando ocorreram 158 infeções.

Em relação aos indicadores da matriz de risco, a taxa de incidência desce e o índice de transmissibilidade (Rt) sobe.

A incidência nacional desceu de 101,7 para 94,3 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes. No continente, caiu de 103 para 95,1.

O Rt nacional aumentou de 0,89 para 0,91 e em Portugal continental passou de 0,89 para 0,90.

O número de internados no conjunto de enfermarias e unidades de cuidados intensivos (UCI) aumentou para 351, são mais nove pessoas hospitalizadas com Covid-19.

Em UCI há menos um doente internado, num total de 68 pacientes mais graves.

Matriz de risco

Portugal tem 30.222 casos ativos da doença, menos 145 casos em relação ao boletim de domingo.

Recuperaram da doença no último dia um total de 331 pessoas.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, em março do ano passado, estão confirmadas 18 mil mortes, um milhão e 71 mil casos e um milhão e 23 mil recuperados.

Numa análise por regiões, Lisboa e Vale do Tejo (LVT) regista esta segunda-feira mais quatro mortes e 51 novos casos de Covid-19.

O Norte tem mais dois óbitos e 53 infeções, o Centro uma morte e 29 casos, o Alentejo 38 casos e o Algarve 11 infeções.

Nas regiões autónomas, a Madeira tem mais oito casos e os Açores três infeções.


Evolução da Covid-19 em Portugal

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+