Tempo
|
A+ / A-

Reitor da Universidade do Porto

"É preciso criar condições para que os alunos permaneçam no ensino superior"

26 set, 2021 - 00:00 • Maria João Costa

Mais de 49 mil candidatos garantiram entrada no Ensino Superior público. Reitor da Universidade do Porto admite que o desafio é, agora, evitar o abandono escolar destes alunos.

A+ / A-

Veja também:


O reitor da Universidade do Porto (UP) diz-se satisfeito com os resultados das colocações da primeira fase de acesso ao ensino superior. De acordo com os dados divulgados, este domingo, pela Direção-Geral do Ensino Superior, mais de 49 mil candidatos garantiram lugar nas universidades e politécnicos portugueses, do sistema público de ensino.

"São resultados bons, porque a par da média de entrada mais elevada é também a universidade mais procurada, aquela que tem mais candidaturas em primeira opção. De alguma maneira é o reconhecimento do trabalho que temos feito", afirmou António de Sousa Pereira, em entrevista à Renascença.

Num ano em que o número de estudantes a concurso atingiu o valor mais alto, desde 1996, o presidente do conselho de reitores das universidades portuguesas (CRUP) destaca a maior procura do ensino superior em Portugal, comparativamento com os valores registados noutros países europeus e admite que o desafio é agora evitar o abandono escolar destes alunos.

"Vencemos a primeira batalha, que foi conseguir que acedessem ao ensino superior. A batalha que se segue é evitar que abandonem o ensino superior, criando condições para que eles permaneçam, sobretudo do ponto de vista financeiro, criando alojamento acessíveis e bolsas para que não tenham dificuldades económicas", defendeu.

Questionado sobre se a pandemia afetou a procura, nomeadamente por parte de alunos estrangeiros, António de Sousa Pereira diz que a quebra não foi tão grande como se chegou a prever.

"Houve alguma redução, é um facto, mas estávamos na expectativa de que fosse muito maior. Aquilo que esperamos agora é que essa situação recupere rapidamente. O facto de termos uma situação estável, em termos de evolução da pandemia e de uma elevadíssima taxa de vacinação poderão ser fatores de atratividade acrescida para trazer estudantes estrangeiros para o nosso país", refeiru o reitor da UP.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+