Tempo
|
A+ / A-

Detida suspeita de incendiar casa do ex-companheiro em Vieira do Minho

23 set, 2021 - 11:00 • Lusa

Mulher atuou "motivada por vingança e em contexto de violência doméstica", lê-se no comunicado da Judiciária. A casa ardeu por completo e, não fosse a intervenção dos bombeiros, podia ter-se propagado à zona florestal envolvente.

A+ / A-

A Polícia Judiciária deteve uma mulher de 53 anos suspeita de ter ateado fogo à residência do seu ex-companheiro, em Vieira do Minho, no distrito de Braga.

Em comunicado, a PJ refere que o incêndio foi registado em 23 de agosto e provocou a "destruição completa" da casa.

"A suspeita atuou motivada por vingança e em contexto de violência doméstica, recorrendo a líquido acelerante, para incendiar a habitação do seu ex-companheiro", acrescenta.

Diz ainda que só a intervenção dos bombeiros evitou que o incêndio se tivesse propagado à mancha florestal envolvente.

A detida vai ser presente às autoridades judiciárias competentes, para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+