Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Portugal já tem 80% da população totalmente vacinada

14 set, 2021 - 20:04 • Redação

Relatório indica, ainda, que mais de metade dos jovens entre os 12 e os 17 anos e a totalidade da população com mais de 65 anos já têm vacinação completa.

A+ / A-

Veja também:


Portugal já imunizou 8.273.795 pessoas com as duas doses da vacina contra a Covid-19, o correspondente a 80% da população elegível para vacinação, indica o relatório de vacinação da Direção-Geral da Saúde.

Segundo este balanço semanal, pelo menos, 8.836.915 pessoas (85%) têm, pelo menos, uma dose.

Até esta terça-feira, o país recebeu 18.507.560 doses de vacinas contra a Covid-19, das quais 15.554.044 foram já distribuídas.

O relatório indica, ainda, que mais de metade dos jovens entre os 12 e os 17 anos e a totalidade da população com mais de 65 anos já têm vacinação completa.

A região norte continua a ser a que tem maior número de pessoas vacinadas, com um total de 5.468.516 (88% com pelo menos uma dose e 82% com vacinação completa), com mais 151.134 na última semana.

Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo, onde, segundo a DGS, foram vacinadas 5.384.083 pessoas (84% com uma dose e 78% com vacinação completa), 118.929 das quais na última semana.

O Centro tem 2.547.144 pessoas vacinadas (87% com uma dose e 81% com vacinação completa), 58.665 das quais na última semana contabilizada, enquanto o Alentejo vacinou mais 17.661 pessoas, aumentando o total para 717.080, 81% dos quais com plano vacinal finalizado.

No Algarve, das 644.898 pessoas vacinadas, 80% têm uma dose e 73% têm vacinação completa.

Nas ilhas, a Madeira contabiliza 379.716 residentes vacinados, 79% com vacinação completa, e nos Açores, o total ascende a 354.114 inoculados, 77% com as duas doses tomadas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+