Tempo
|
A+ / A-

Reportagem

É "uma questão de bom-senso". Portugueses continuam de máscara no rosto

13 set, 2021 - 09:59 • Cristina Branco

No dia em que a utilização de máscaras deixou de ser obrigatória na rua, a Renascença foi perceber como estão os portugueses a responder. Numa das mais movimentadas estações de metro de Vila Nova de Gaia ouvimos palavras de "bom senso" para justificar a continuação do uso de máscara.

A+ / A-

Veja também:


No vai e vem do metro e de autocarros, em plena hora de ponta, na Avenida da República, em Gaia, contava-se pelos dedos de uma mão o número de pessoas sem máscara.

Apesar de a sua utilização ter deixado de ser obrigatória na rua, a partir desta segunda-feira, João Silva considera que "é uma questão de bom senso" continuar a usar as máscaras de proteção contra a Covid-19.

"Ainda não estamos numa situação em que possamos andar livremente. Mesmos nos espaços públicos, acho que ainda não faz sentido, para já, abandonar a máscara".

Numa manhã de chuva, João lembra, ainda, a aproximação do Outono e Inverno, "época complicada de gripes em que a máscara protege mais".

Já Maria de Fátima garante que vai continuar a utilizar este meio de protecção individual e admite ter ainda "um grande receio" de eventual contágio.

Porque o vírus "ainda anda aí", Maria Antónia e Joaquina lembram que são pessoas de risco, o que as leva a não abandonar a máscara.

"Já não é obrigatório, mas vamos continuar a usar. Está aqui muita gente, muita confusão, não se pode facilitar", diz uma delas, com a anuência da amiga. E acrescenta que "se for num sítio onde não haja muito pessoal, nós tiramos [a máscara]. Mas quando há muita gente, temos que usar".

Esta é uma pequena amostra de cidadãos que optam por continuar a usar máscara, mesmo que o seu uso tenha deixado de ser obrigatório na via pública, a partir desta segunda-feira. Pelo que observou a reportagem da Renascença, quase não havia quem não levasse uma máscara no rosto na deslocação para o trabalho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    13 set, 2021 Funchal 13:15
    Vieram para ficar e a gripe sazonal anda por aí. Quem entra em negação, boa sorte.

Destaques V+