Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19. 361 pessoas detidas por incumprimento de isolamento

29 ago, 2021 - 09:36

Os dados recolhidos mostram que é nas grandes cidades que há mais incumpridores. Uma parte destas detenções ocorreram graças a denuncias.

A+ / A-

A GNR e a PSP têm feito várias operações de controlo durantes as várias fases de confinamento. E nos últimos 17 meses foram detidos 361 cidadãos por violarem a proibição de sair de casa, pois tinha testado positivo ao novo coronavírus ou contactaram com alguém infetado.

Estas detenções ocorreram graças a denuncias de terceiros às autoridades e do patrulhamento diário, escreve o Jornal de Notícias.

Os dados recolhidos revelam que a maior parte dos incumprimentos se verifica nas cidades.

Inicialmente, os infratores incorriam numa pena de até um ano de prisão ou de até 120 dias de multa, mas a punição máxima foi agravada, passando para até um ano e quatro meses de cadeia ou até 160 dias de multa.

Segundo o jornal, é esta última moldura penal que se tem aplicado a quem viola o confinamento obrigatório. Assim, em caso de condenação, pode implicar o pagamento de milhares de euros.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.711 pessoas e foram contabilizados 1.033.165 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A Covid-19 provocou pelo menos 4.472.486 mortes em todo o mundo, entre mais de 214,5 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+