Tempo
|
A+ / A-

"Task force"

81,6% da população vacinada contra a Covid-19. "Vamos encurralar o vírus"

25 ago, 2021 - 10:46 • Redação

O vice-almirante Gouveia e Melo prevê que Portugal atinja os 85% da população com a primeira dose na próxima semana.

A+ / A-

Veja também:


O coordenador nacional da “task-force” do Plano de Vacinação contra a Covid-19 revelou nesta quarta-feira que 81,6% da população portuguesa está vacinada com a primeira dose.

“Outros países mais ricos e com mais capacidade não o conseguiram fazer porque a população tinha movimentos fortes de negacionismo que não deixaram avançar [o processo de vacinação]”, afirmou o vice-almirante na Guarda, onde vai receber uma medalha de excelência.

“Somos um povo extraordinário, esclarecido. Estou convencido de que vamos encurralar o vírus da única forma que há, que é tirar-lhe toda a capacidade de manobra”, acrescentou.

Segundo Gouveia e Melo, no final da semana o país chegará aos 83/84% e na próxima atingirá 85 ou 86% de cobertura vacinal. “E o processo, em termos de primeiras doses, está completo; depois é o processo de segundas. Foram os portugueses que conseguiram isto”.

Nestas declarações transmitidas pela RTP, o coordenador do plano de vacinação contra a Covid-19 aproveitou para deixar uma palavra de agradecimento e de reconhecimento a todos os envolvidos no processo de vacinação. “Muitas vezes sou elogiado e acho que são elogios a mais porque, na verdade, foi o sistema. Eu fui o reagente que ajudou o sistema.”

Voltou ainda a sublinhar que o nível de vacinação foi conseguido graças a todos: “os portugueses enquanto povo, o Ministério da Saúde, os profissionais de saúde, os auxiliares, a proteção civil, os autarcas. Vocês foram fantásticos.”

Relativamente ao caso do Queimódromo no Porto – onde o processo de vacinação foi suspenso após serem detetadas “falhas na cadeia de frio” – o vice-almirante não revelou se o local irá reabrir, uma vez que está a aguardar pelos resultados da investigação. “Preciso de resultados concretos e não impressões”, justificou.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.658 pessoas e foram contabilizados 1.022.807 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    25 ago, 2021 Funchal 11:02
    Este Senhor se candidatar a PR, voto nele. É resiliente, competente, otimista e patriota. Ao contrário de muitos, não anda nisto para aparecer e ganhar dinheiro.
  • MÁRIO
    25 ago, 2021 TORRES VEDRAS 09:59
    OS RESULTADOS ESTÃO Á VISTA! SÓ 2500 CASOS DIÁRIOS!!!

Destaques V+