Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19

Portugal atinge 70% da população com vacinação completa. Alívio de medidas pode ser antecipado

19 ago, 2021 - 13:19 • Ricardo Vieira

Notícia foi avançada esta quinta-feira pela ministra da Saúde. Marta Temido admite antecipar o alívio de restrições, mas alerta que Portugal está num "planalto bastante elevado" de novos casos diários de Covid-19.

A+ / A-

Veja também:


Portugal atingiu a meta de 70% da população com vacinação completa contra a Covid-19 durante o dia de ontem, anunciou esta quinta-feira a ministra da Saúde, em entrevista à SIC. Marta Temido admite aliviar restrições após conhecer o relatório semanal da DGS e do Instituto Ricardo Jorge.

“De acordo com a task force foi possível atingir ontem vacinação completa de 70% de população residente em Portugal, algumas semanas antes do previsto", disse a governante.

"Agora temos de continuar para o próximo passo, que é o objetivo dos 85%", disse Marta Temido.

A meta dos 70% era considerada inicialmente o valor para atingir a imunidade de grupo. Neste momento, o alívio das restrições em Portugal está dependente do avanço da vacinação.


Marta Temido admite antecipar o alívio de restrições, mas alerta que Portugal está num "planalto bastante elevado" de novos casos diários de Covid-19.

Marta Temido alerta que o limiar da vacinação não é o único indicador para o desconfinamento, pelo que é preciso esperar pelo relatório semanal do Instituto Ricardo Jorge que é conhecido amanhã.

Questionada sobre a antecipação do levantamento de medidas, Marta Temido admite que poderá haver uma decisão em conselho de ministros já amanhã, mas em relação ao uso da máscara na rua terá de ser a Assembleia da República a decidir.

"O Conselho de Ministros está a trabalhar e uma alteração de circunstâncias deste tipo pode motivar uma reunião extraordinária amanhã, depois de conhecido o relatório da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Ricardo Jorge para avançar para aquilo que era o conjunto de medidas associado ao limiar de 70% e depois à verificação de um conjunto de outros critérios", refere a ministra da Saúde.


"Coisa diferente é o tema das máscaras", sublinha. "A norma que está neste momento em vigor foi emanada da Assembleia da República e compete à Assembleia da República proceder a essa avaliação", diz Marta Temido.

Sobre a terceira dose da vacina para a Covid-19, a ministra diz que Portugal vai seguir a recomendação da Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla inglesa).

Os resultados dos estudos serão conhecidos no final de agosto. Marta Temido diz que a decisão será apreciada no contexto de que "nem todas as pessoas têm uma resposta imunitária igual ao coronavírus".

Portugal regista uma nova descida de internamentos por Covid-19, num dia com mais 12 mortes e 2.554 novos casos da doença, indica o boletim epidemiológico avançado esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+